Galeria de Fotos

Não perca!!

Banner

Cidade

Roquenei Cabeceira, Dr. Ubiramar Araújo, Professor Leônidas Pimenta dos Santos, a ativista política Joseane Oliveira e o policial militar Sargento Pimentel, todos vítimas da covid-19 no município (Foto: Montagem | Redação CFF)
Roquenei Cabeceira, Dr. Ubiramar Araújo, Professor Leônidas Pimenta dos Santos, a ativista política Joseane Oliveira e o policial militar Sargento Pimentel, todos vítimas da covid-19 no município (Foto: Montagem | Redação CFF)

O número de mortos em decorrência da covid-19 registrados em Camaçari nos primeiros dez dias de março é igual ao número registrado em todo mês de julho de 2020. A informação é estarrecedora e dá a medida, mais uma medida, do quanto a situação está grave.

Foram 31 óbitos até o boletim mais recente, divulgado pela Secretaria de Saúde (Sesau) na terça-feira (09). Comparado ao número de casos, o número fica ainda mais assustador: foram 1.250 novos casos registrados nos mesmos 10 dias.

Um mês em 10 dias

Para se ter uma ideia do quanto a situação é grave, em junho e julho de 2020, meses de auge da pandemia nos quais ocorreram os maiores números de novos casos e óbitos do ano, foram registrados 1.342 novos casos, com 40 óbitos e 2.425 novos casos, com 31 óbitos, respectivamente.

Este ano, com a chamada ‘segunda onda’, com novas variantes do vírus, em apenas 10 dias a cidade está registrando números equivalentes a um mês inteiro, em um cenário acima de crítico.

Governo e população

Apesar dos esforços - tardios, mas ainda assim válidos - do governo do Estado e Municípios, os números continuam subindo. Por trás de cada número que engrossa os dados estatísticos, há um ser humano, uma pessoa, uma família que foi despedaçada.

Mesmo com lockdown e toque de recolher, ainda não é possível sentir nem atestar estatisticamente a redução dos índices de contágio e morte.

Diariamente, a imprensa da cidade e a Secretaria de Saúde, apesar de haver quem diga, médicos inclusive, que esses números “não condizem com a realidade” – o que assusta ainda mais, seguem divulgando números que deveriam gerar impacto social e incentivar as pessoas a seguir os protocolos de segurança, mas parecem não fazer efeito.

E o resultado da ópera é que, se considerado profecias bíblicas ainda a se cumprirem, para quem crê, não há de se esperar por um super-herói, por milagres e nem mesmo que Jesus, em sua infinita bondade, interceda pelos seus à além do consolo pelo Espírito Santo sobre quem será atingido se, ainda conforme a Bíblia, Ele mesmo disse que "no mundo teríamos aflições" – não à toa, agora em duas vertentes, também conforme a Bíblia, a perseguição e morte do povo crente nos tempos passados (Atos 12; 2, e o do dito em II a Crônicas 7; 13 -15, como exemplo). Nesse cenário então, além de refletir bem como tem levado a vida, a população precisa fazer o que deve ser feito, e se manter em casa, sair apenas quando for extremamente necessário, (mantendo o distanciamento), usar máscara corretamente e higienizar frequentemente as mãos, deve ser levado mais a sério. É o que deve ser feito.

Veja também:

Crítico - Mortes registradas por covid-19 em 10 dias de março em Camaçari se iguala a todo o mês de julho de 2020

COVID: Falso negativo em teste rápido do governo põe vidas em risco

Covid-19 - Médico histórico de Camaçari Dr. Severino luta pela vida em UTI

Covid-19 - Luto na Saúde e na Política de Camaçari

Márcia Tiburi: “o que temos pela frente é assustador”

Clique aqui e siga-nos no Facebook

 

Camaçari Fatos e Fotos LTDA
Contato: (71) 3621-4310 | redacao@camacarifatosefotos.com.br, comercial@camacarifatosefotos.com.br
www.camacarifatosefotos.com.br