Galeria de Fotos

Não perca!!

Banner

Saúde

O vírus da hepatite A se esconde tanto na água doce quanto na salgada (foto/Google)
O vírus da hepatite A se esconde tanto na água doce quanto na salgada (foto/Google)

Fim de semana de praia, crianças se divertindo à beira-mar brincam e jogam água umas nas outras. Para refrescar, um refrigerante e um copo de gelo, além daquelas pedrinhas no balde de cerveja do pai, que cai na tentação de colocá-las na boca para aliviar o calor.

Aparentemente não há nada demais nas situações citadas, porém é aí que mora o perigo. O vírus da hepatite A se esconde tanto na água doce quanto na salgada. Seja nas gotas engolidas sem querer em um mergulho no mar poluído ou no gelo feito com água de uma fonte contaminada.

O vírus da doença se instala no fígado e causam sintomas como febre, fadiga, perda de apetite, náusea, vômito, dor abdominal, urina escura, dor nas articulações e cor amarela nos olhos ou pele. O diagnóstico é feito através de exame de sangue.

Apesar de existir vacina para a hepatite A, ela não faz parte do calendário oficial de imunização determinado pelo Ministério da Saúde, e muitas pessoas não tem condições de pagar.

“A hepatite A é uma questão de saúde pública. Ela é adquirida pelo manuseio de alimentos sem a higiene adequada, portanto seria de fundamental importância redobrar os cuidados no verão, ou então se vacinar”, explicou a dermatologista Marli Sanches.

De acordo com dados do Ministério da Saúde, apenas no Nordeste, cerca de 41% das crianças entre 5 e 9 anos já tiveram contato com o vírus. Nas pessoas entre 10 e 19 anos, a incidência sobe para 56%.

Sanches dá algumas sugestões que podem ajudar a prevenir a contaminação pela hepatite A: “Evitar ingerir alimentos na praia como queijinho, picolé, água mineral, preferir levar alimentos bem condicionados, de casa mesmo”.

Veja também: CFF - Especial Verão: saiba como aproveitar a estação e se proteger dos malefícios do sol

CFF - Especial Verão II: mitos e verdades sobre filtros solares

CFF - Especial Verão IV: Como proteger os cabelos dos danos que o sol pode causar

Saiba mais sobre Saúde

Seria de fundamental importância redobrar os cuidados no verão, ou então se vacinar”, explicou a dermatologista Marli Sanches (foto/CFF/Adriana Lopes)
Seria de fundamental importância redobrar os cuidados no verão, ou então se vacinar”, explicou a dermatologista Marli Sanches (foto/CFF/Adriana Lopes)

 

Camaçari Fatos e Fotos LTDA
Contato: (71) 3621-4310 | redacao@camacarifatosefotos.com.br, comercial@camacarifatosefotos.com.br
www.camacarifatosefotos.com.br