Galeria de Fotos

Não perca!!

Banner

Saúde

(Getty Images)
(Getty Images)

Estudo do IBGE mostra que em 20 anos os casos aumentaram muito no Brasil

Um estudo divulgado pelo IBGE aponta que os casos de obesidade infantil aumentaram vertiginosamente em 20 anos. Crianças, meninos e meninas, entre 5 e 9 anos estão acima do peso. Diante desse quadro, a obesidade vem sendo tratada como uma enfermidade crônica.

Tudo leva a crer que um dos responsáveis por esse excesso de peso é a vida moderna.

Segundo dados do IBGE, quase 50% dos adolescentes comem fora de casa e esse cardápio é rico em açúcar e gorduras saturadas como pizza, refrigerantes, alimentos fritos, assados ou industrializados. Esses alimentos têm grande quantidade energética e poucos nutrientes.

A obesidade também é causada por fatores genéticos, psicossociais, metabólicos e endócrinos.

O estudo identificou que existe também uma tendência de membros de uma mesma família possuir o mesmo IMC (índice de massa corporal). Isso leva a crer que os genes contribuem para o desenvolvimento da obesidade.

Uma criança é considerada obesa quando seu peso ultrapassa em 15% o peso médio correspondente à sua idade.

Para evitar a obesidade infantil o recomendado é o consumo equilibrado dos seguintes grupos de alimentos:

Reguladores:  frutas, verduras e legumes.

Energéticos: cereais, pães, macarrão, batata, mandioca, farinhas integrais .

Construtores: carnes magras, peixes, ovos, leite, feijão, ervilha, lentinha, grão-de-bico e soja.

 

 

Camaçari Fatos e Fotos LTDA
Contato: (71) 3621-4310 | redacao@camacarifatosefotos.com.br, comercial@camacarifatosefotos.com.br
www.camacarifatosefotos.com.br