Galeria de Fotos

Não perca!!

Banner

Política

Ministro da Saúde, Eduardo Pazuello (Foto: Agência Brasil)
Ministro da Saúde, Eduardo Pazuello (Foto: Agência Brasil)

Pedido foi feito pela Procuradoria-Geral da República e autorizado pelo Supremo

A Polícia Federal abriu nesta sexta-feira (29) o inquérito pedido feito pelo procurador-geral da República, Augusto Aras, e autorizado pelo ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Ricardo Lewandowski, para investigar o ministro da Saúde, Eduardo Pazuello, por conta do colapso da saúde em Manaus (AM).

O objetivo da apuração é verificar se houve omissão no enfrentamento da crise provocada pela falta de oxigênio para pacientes com covid-19 na capital do Amazonas. Lewandowski determinou que a Polícia Federal conclua a investigação dentro de um prazo de 60 dias.

Neste mês, dezenas de pacientes morreram devido à falta de abastecimento do gás medicinal na região, diante do aumento vertiginoso no número de casos e internações.

O Ministério da Saúde, no entanto, iniciou a entrega de oxigênio apenas em 12 de janeiro, segundo as informações prestadas. A PGR menciona ainda que a pasta informou ter distribuído 120 mil unidades de hidroxicloroquina para tratamento da covid-19 no dia 14 de janeiro, às vésperas do colapso. O medicamento não tem eficácia comprovada contra a doença. Após o estouro da crise e declaração da própria Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) sobre a inexistência de tratamento comprovado contra a covid-19, Pazuello passou a negar que tenha recomendado a cloroquina para combater a enfermidade.

Clique aqui e siga-nos no Facebook

 

Camaçari Fatos e Fotos LTDA
Contato: (71) 3621-4310 | redacao@camacarifatosefotos.com.br, comercial@camacarifatosefotos.com.br
www.camacarifatosefotos.com.br