Galeria de Fotos

Não perca!!

Banner

Cidade

Iniciada em janeiro de 2019, a obra passou vários meses parada (Foto: Josué Silva)
Iniciada em janeiro de 2019, a obra passou vários meses parada (Foto: Josué Silva)

Nesta terça-feira (08), a Prefeitura de Camaçari divulgou informações sobre a obra de requalificação da Praça do Papagaio, em Jauá. Lendo o texto bem escrito, a impressão que dá é que as obras estão avançadas, mas, na realidade, a comunidade convive com tapumes e promessas há dois anos e meio.

Iniciada em janeiro de 2019, a obra passou vários meses parada. A prefeitura, por sua vez, põe a culpa na pandemia de covid-19, ignorando deliberadamente o fato de que a obra foi licitada e autorizada bem antes de o coronavírus chegar ao Brasil.

Como se a obra nunca tivesse sido interrompida - ou como se tivesse começado há bem menos tempo - a prefeitura declara que "apesar do período chuvoso e dos impactos causados pela pandemia do novo coronavírus, a Prefeitura de Camaçari, por meio da Secretaria da Infraestrutura (Seinfra), segue com as obras de requalificação da Praça do Papagaio, em Jauá".

A promessa, é que será entregue uma "área de aproximadamente 13.840 metros quadrados e, em breve, moradores, visitantes e turistas poderão desfrutar de um espaço completamente repaginado". Até agora, a administração pública não deu nenhuma pista de quando seria esse "em breve".

Foram divulgados, por outro lado, as intervenções em andamento: assentamento de divisórias em granito no banheiro e de bancada em granito; instalação da cuba de louça do vestiário; instalação de piso cerâmico nos quiosques e vestiário; concretagem no entorno dos quiosques; assentamento de meio-fio, miniguia (etapa que compõe a execução da pavimentação em piso intertravado), passeio e aplicação de piso em concreto com detalhe em granito.

Resta a população aguardar a conclusão da obra, pedindo a Deus para que as "chuvas" e o "coronavírus" não prolonguem o projeto por outros dois anos e meio...

Comunidade convive com tapumes e promessas há dois anos e meio (Foto: Josué Silva)
Comunidade convive com tapumes e promessas há dois anos e meio (Foto: Josué Silva)

Veja também:

SEM DIÁLOGO - Elinaldo se reúne com base aliada, mas segue "sem tempo" para cooperativas

Clique aqui e siga-nos no Facebook

 

Camaçari Fatos e Fotos LTDA
Contato: (71) 3621-4310 | redacao@camacarifatosefotos.com.br, comercial@camacarifatosefotos.com.br
www.camacarifatosefotos.com.br