Galeria de Fotos

Não perca!!

Banner

Cidade

Departamento de Crimes contra o Patrimônio (Foto: Reprodução)
Departamento de Crimes contra o Patrimônio (Foto: Reprodução)

Operação deflagrada na tarde da última terça-feira (04), pela Polícia Civil de Sergipe, por meio do Departamento de Crimes Contra o Patrimônio (Depatri), com o suporte do Instituto de Identificação e o apoio operacional do Departamento de Repressão e Combate ao Crime Organizado (Draco), da Polícia Civil da Bahia, resultou na prisão de Maria de Fátima Santos, investigada pela morte do então companheiro, José Lourenço da Silva, ocorrido em 4 de março de 1998, na localidade conhecida como  “Invasão da Tieta”, em Aracaju.

De acordo com a delegada Viviane Pessoa, diretora do Depatri, a investigada praticou o homicídio utilizando uma arma branca, momento em que teria atingido o então companheiro com um golpe de faca na região do peito. Com o trabalho de inteligência da Polícia Civil e do Instituto de Identificação Dr. Carlos Menezes (IICM), ela foi localizada residindo na Região Metropolitana de Salvador. “Esse trabalho de inteligência foi fundamental para que tivéssemos a certeza de que se tratava da mesma pessoa. Foragida há 23 anos de Aracaju, ela foi encontrada em Camaçari, onde vivia utilizando-se de um documento, embora válido, mas com dados falsos”, detalhou.

A delegada Viviane Pessoa ressaltou que a prisão faz parte da força-tarefa da Polícia Civil para elucidação dos casos antigos que ocorreram em Sergipe. “O objetivo é cumprir os mandados dos casos que as pessoas acreditam que não há mais solução. As pessoas precisam saber que os crimes não ficam impunes e que a família da vítima terá uma resposta. O trabalho é contínuo e, em algum momento, iremos conseguir localizar e realizar a prisão dos autores dos crimes”, pontuou a diretora do Depatri.

Clique aqui e siga-nos no Facebook

 

Camaçari Fatos e Fotos LTDA
Contato: (71) 3621-4310 | redacao@camacarifatosefotos.com.br, comercial@camacarifatosefotos.com.br
www.camacarifatosefotos.com.br