Galeria de fotos

Não perca!!

Trânsito

Se a bomba de combustível é danificada, o carro para e você tem risco de ficar na rua.
Se a bomba de combustível é danificada, o carro para e você tem risco de ficar na rua.

Na última semana muitos motoristas passaram dificuldades para abastecer o carro diante da paralisação dos caminhoneiros. Gasolina escassa, filas enormes e o resultado final é o tanque na reserva ou muito perto disso. Rodar até o limite do combustível do tanque pode prejudicar o funcionamento do seu veículo, consequência que vamos mostrar passo a passo nesta matéria especial.

Olha o nível

Segundo o engenheiro mecânico Gildson Dantas, "o ideal é manter o nível de combustível com no mínimo um quarto de tanque e não deixar chegar sempre à reserva". Dessa forma, a bomba de combustível, que fica dentro do tanque, estará sempre refrigerada pela própria gasolina ou etanol.

A bomba fica alojada dentro do tanque justamente para que o combustível refrigere o pequeno motor elétrico que está contido dentro dela. Quando o motorista vira a chave de ignição, assim que as luzes do painel acendem, a bomba de combustível do carro começa a funcionar. Seu trabalho é bombear o combustível para o motor, esteja ele funcionando ou não, pois aquilo que o motor não queima é devolvido para o tanque. O pequeno motor elétrico trabalha muito e aquece bastante, é por isso que a bomba precisa de pelo menos um quarto de combustível dentro do tanque.

Com o tanque muito vazio, eventuais resíduos de combustível podem se acumular no fundo do reservatório e ser aspirados pela bomba, fazendo com que o veículo falhe e, em casos mais graves, até mesmo danifique o motor. Além disso, a falta de combustível rotineira interfere também na segurança, pois prejudica o funcionamento do sistema de frenagem, exigindo o uso de mais força no pedal para que o veículo pare.

Se a bomba de combustível é danificada, o carro para e você tem risco de ficar na rua. O refil da bomba custa a partir de R$ 100 em um carro flex popular, sem contar com a mão de obra. É importante também cuidar da manutenção preventiva, que inclui a troca do pré-filtro, do filtro de linha e abastecer com combustível de qualidade.

Muitos motoristas têm o costume de rodar com o carro na reserva, aproveitando ao máximo o combustível, o que é altamente prejudicial. Mas o especialista recomenda que seja consultado o manual do veículo, considerando que esse limite varia de acordo com a marca e com o modelo do automóvel. Geralmente, a luz de alerta é acionada quando o tanque tem entre quatro e oito litros, o que indica uma autonomia média de 40 km.

A qualidade do combustível também influencia na vida útil do tanque. O combustível adulterado pode, por exemplo, danificar a bomba de combustível, o bico injetor, as velas e o catalisador do motor – afetando todo o processo de queima. O carro pode ainda apresentar problemas como falha no motor, não ligar quando estiver estacionado e perder a força, exatamente porque o combustível não queima devidamente, seja por maior presença de etanol, solventes ou mesmo água, em casos mais graves.

Pegando poeira

A gasolina comum tem prazo de validade. A duração indicada é de três meses. A partir desse período ela vai perdendo propriedades químicas e o processo de queima é alterado. Por isso, em caso de veículos que ficam muito tempo parados, é recomendado abastecer, tanto o tanque quanto o reservatório de partida a frio com gasolina de alta octanagem, que tem duração mínima de um ano conservando as propriedades químicas do combustível. Se for ficar longe por muitos dias, vale deixar a chave do seu veículo com alguém de confiança para ligá-lo uma vez por semana, pelo menos, para que todo o seu sistema possa ser "alimentado" corretamente.

Legislação

Além da dor de cabeça de ficar parado no meio da rua sem combustível, o Código de Trânsito Brasileiro mostra que parar o veículo por falta de combustível é considerado infração média, além de representar um grande risco de acidente. A penalidade é multa de R$ 130,16 e acarretará quatro pontos na carteira de habilitação.

 

 

Camaçari Fatos e Fotos LTDA
Contato: (71) 3621-4310 | redacao@camacarifatosefotos.com.br, comercial@camacarifatosefotos.com.br
www.camacarifatosefotos.com.br