Galeria de Fotos

Não perca!!

Banner

Cidade

Audiência foi realizada pelo vice-presidente do Regional baiano, no exercício da Presidência, desembargador Jéferson Muricy (Foto: Reprodução)
Audiência foi realizada pelo vice-presidente do Regional baiano, no exercício da Presidência, desembargador Jéferson Muricy (Foto: Reprodução)

Detalhes para o retorno das atividades serão debatidos em reunião entre a Ford e os trabalhadores, nesta sexta

A Ford e o Sindicato dos Trabalhadores das Indústrias Metalúrgica, Siderúrgica, Mecânica, de Automóveis, Autopeças de Camaçari chegaram a um acordo parcial, após audiência virtual de dissídio coletivo realizada pelo Tribunal Regional do Trabalho da Bahia (TRT5-BA).

A audiência foi realizada pelo vice-presidente do Regional baiano, no exercício da Presidência, desembargador Jéferson Muricy.

O acordo garante negociações diretas entre as partes, que serão realizadas durante o prazo de 90 dias, com a garantia de salários para todos trabalhadores que forem ou não convocados para o trabalho. Em contrapartida, a atividade de produção da empresa será retomada a partir de segunda-feira (22), às 6h.

Também ficou decidido que os empregados convocados da Ford e das empresas sistemistas do complexo, que aderirem aos termos pactuados, voltarão ao trabalho para produção das peças de automóveis. Os detalhes para o retorno das atividades serão debatidos em reunião entre a Ford e os trabalhadores, nesta sexta-feira (19).

Outro ponto acordado foi que o abono das faltas injustificadas dos trabalhadores convocados desde o dia 28 de janeiro será colocado na mesa de negociação direta, com a Ford assumindo o compromisso de não descontar faltas pelos próximos 90 dias. Por fim, as partes concordam em pedir conjuntamente a suspensão, pelo período de noventa dias, do Interdito Proibitório que tramita na 4ª Vara do Trabalho de Camaçari, assim como a suspensão da tramitação do dissídio coletivo.

Veja também:

Demitidos da Ford em Camaçari fazem ato pela agilidade da negociação

FORD: Governo assina termo de colaboração com Câmara do Comércio e Indústria Brasil-Korea

Ford recorre de decisão que proíbe demissões nas fábricas de Camaçari e Taubaté

Justiça do Trabalho proíbe demissão de funcionários da Ford de Camaçari

"Precisamos cuidar de Camaçari", afirma João Leão sobre saída da Ford

FORD: "Só iremos à frente se eu sentir muita segurança", declara Caoa

Vereadores de Camaçari se reúnem com secretários de Estado para discutir sobre fechamento da Ford

"Prejuízo incalculável", diz presidente da Câmara de Camaçari sobre fechamento da Ford

FORD: Deputados querem desapropriação da empresa como forma de minimizar impacto

Ford em Camaçari: futuro da fábrica ainda é incerto

ESPERANÇA: Quatro montadoras chinesas são candidatas a comprar fábrica da Ford em Camaçari

FORD: Maior impacto na economia só aparecerá em 2 anos, diz prefeitura

Rui Costa anuncia que já está buscando substitutos para Ford

Ford vai fechar fábricas no Brasil, incluindo a de Camaçari

Clique aqui e siga-nos no Facebook

 

Camaçari Fatos e Fotos LTDA
Contato: (71) 3621-4310 | redacao@camacarifatosefotos.com.br, comercial@camacarifatosefotos.com.br
www.camacarifatosefotos.com.br