Galeria de Fotos

Não perca!!

Banner

Antonio Franco Nogueira

'(...)Adquire sabedoria, adquire inteligência, e não te esqueças nem te apartes das palavras da minha boca. [Provérbios 4:5] - Imagem Google
'(...)Adquire sabedoria, adquire inteligência, e não te esqueças nem te apartes das palavras da minha boca. [Provérbios 4:5] - Imagem Google

(...)Se, porém, os teus olhos forem maus, o teu corpo será tenebroso. Se, portanto, a luz que em ti há são trevas, quão grandes serão tais trevas! (Mateus 6:23).

O choro compulsivo que tomou conta de mim, chegando a me tomar o ar e doer meu coração a ponto de eu até temer uma parada cardíaca, ao perceber que ao final duma pregação que assistia, tendo a pregadora convidado o povo que se compreendesse necessitado dum avivamento a vir à frente para receber a Oração, na verdade um ato de confissão pública dessa carência pelos que se manifestavam, onde quem editou e publicou o vídeo no Youtube eliminou a parte que deveria conter a oração que seria feita, traduz o quão doido que é para o coração do Senhor nós não falarmos com Ele, e a dor que a falta de entendimento para a importância desse tempo com Quem nos criou, que o crente tanto tem desprezado, o que ficou patente ao final do vídeo, fica fácil entender se pensarmos em como se sentiria o dono duma casa onde os convidados, envolvidos com mais seja lá quem fosse que estivesse na residência, NÃO lhe dirigisse a palavra, estando a pessoa a passear da sala à cozinha, dos quartos à varanda, com o anfitrião ali em pé como se fosse invisível, ou melhor, inexistente, e as consequências disso se os convidados não corrigissem sua postura a uma certa altura. A menos que em sendo com você a situação não te incomodasse. E está liberado você mentir dizendo, que “não, situação do tipo não me incomodaria não” - ainda que para mim pareça nítida a cena de você agarrado no braço da turma, e jogando todo mundo porta à fora se fosse contigo.

A minha dor, porém – ou melhor, minha não, mas do Espírito de Deus em mim, se você não entendeu exatamente, não foi por não ter visto ou ouvido as palavras da oração que seria feita, mas sim pela dor de o/a editor/a do vídeo em compreender desnecessária aquela parte da mensagem, de fato um flagrante e lastimável descaso para a importância da atenção, e necessidade, o que seria educado, elegante e cristão, de “conversarmos e agradecermos ‘pelo convite’ e pelo esforço feito para que estivéssemos ali com Ele, “o dono da casa”, mesmo o pecador que somos, o que me levou a crer que, para a pessoa editora, talvez a emoção experimentada por ele/a durante a mensagem represente mais do que a oração à Quem de direito e respeito à Quem, para o nosso próprio bem, nós devemos não pouca atenção; e não pecaria eu se concluísse que para alguns o que é por fora pode não representar o que está por dentro, já que estando este pobre servo que te escreve com o tema do texto na mente fui levado de forma sobrenatural ao dito vídeo assim que acordei e estando eu ainda na cama.

Sepulcro caiados, sepulcros caiados” foi o que eu ouvi de Jesus numa visão auditiva na noite passada, depois de ter orado Lhe pedindo o tema do próximo texto a ser publicado em seguida ao texto “Inimizade, a chave da porta para o Inferno”, como sempre faço depois de cada publicação do tipo. E ao me recobrar da visão, e me vir me perguntando como seria entre a turma do “por fora perfume e por dentro fedor”, depois de publicada a mensagem, os chamando de sepulcros caiados, uma vez que haveria a possibilidade de o pessoal dessa leva, se entendendo já perdido, resolver então chutar o balde duma vez, Ele então me adormece e volta com a tampa da panela do que deveria completar a mensagem, que te contarei mais adiante, por que me é trazido aqui à memória algo que você precisa antes saber, que foi  o sonho duma irmãzinha que me foi enviado semana passada, onde ela via um buraco enorme no meio desta cidade, sendo a visão, conforme me disse, uma representação do momento do arrebatamento, de onde saiam labaredas de fogo, com ela vendo pessoas, crentes entre as tais, dizendo que, por saberem as coisas más que haviam feito e por saberem que seria “terrível o julgamento” e para onde elas já SABIAM que seriam mandadas, iriam “se adiantar”, se jogando uma após a outra no buraco em chamas, posto que a visitação dessa irmã, apesar da inquietação que pode te provocar, deve resultar num grande bem a tua alma, se você entendeu que é Jesus dizendo, quando mostra sobretudo os crentes da situação, que por saberem que seriam condenados ao Inferno, sepulcros caiados que são, estão plenamente conscientes das obras más que andam praticando. Sim, é exatamente isso: àquelas pessoas se antecipando ao Julgamento e se lançando no fogo diz que quem tem feito do pecado um costume, ou ainda profissão, meio de vida, está sabendo exatamente para onde vai no dia do Juízo. Mas por enquanto deixa isso quito que o “buraco é [bem] mais embaixo”.

Porém mesmo que o tema já tenha me sido entregue por Ele, eu não tenho a plena consciência de a quantos ou a quem Jesus pretende alcançar com o que já foi dito e ainda se seguirá uma vez que é Ele Quem vai me dando o texto à medida que vou escrevendo, mas mesmo que pareça estranho a você a temática, tipo “isso não é comigo”, tendo em mente que nada é por acaso, mas tudo, absolutamente tudo, está diante dos olhos de Deus, e pode sim ter sido Ele que te trouxe até aqui, como trouxe à mim, estando eu ainda começando a acordar, a pregação de que te falei, vamos juntos descobrir aonde vai dar tudo isso.

(...)Então falou Jesus à multidão, e aos seus discípulos,

Dizendo: Na cadeira de Moisés estão assentados os escribas e fariseus.

Todas as coisas, pois, que vos disserem que observeis, observai-as e fazei-as; mas não procedais em conformidade com as suas obras, porque dizem e não fazem;

Pois atam fardos pesados e difíceis de suportar, e os põem aos ombros dos homens; eles, porém, nem com seu dedo querem movê-los
; Mateus 23:1-4.

Se você não sabia passe a saber que, quando em Mateus fala da “cadeira de Moisés” Jesus está falando, assim como sobre quem prega, a propósito de que os pregadores - não se esquecendo que os fariseus que ali pregavam foram os mesmos que O desprezaram e O entregaram para que O crucificassem, se assentavam numa cadeira que não à toa deixava a cabeça de quem pregava acima das cabeças do povo nos pontos de pregação e nas sinagogas, e dali cobravam o cumprimento das regras, e regras pesadas, o que se acontece também assim na tua igreja não será por mera coincidência, mas não cumpriam-nas nem mesmo com o esforço de apenas “um dedo”, e imitá-los em suas más obras nos estava sendo vedado, como também você precisa prestar atenção, como visto logo na introdução do capitulo, em Jesus advertindo sobre tais problemas, e não apenas para o povo mas também para os cabeças a quem seria dado a tarefa de pregarem os Seus Evangelhos [sim, são DOIS os Evangelhos, o da Graça e o do Reino, mas sobre isso a gente conversa noutra ocasião] a saber, a Seus discípulos, querendo o SALVADOR advertir bem mais a nós do que à Igreja, que começaria nascer, uma vez que (por isso a insistência d’Ele para que meditemos de dia à noite nas Escrituras, onde Ele sabia que seria tudo escrito), nem os fariseus e nem a turma toda lá não ensinaria sobre os Evangelhos, já que O rejeitavam, se os apóstolos já estavam BEBENDO e BEBERIAM ainda com plenitude, diretamente da Fonte, conforme você deve conferir em Atos 2, logo não seria necessário adverti-los unicamente se bebiam diretamente d’Ele. Então, fique ligado/a.

[E nada de se intimidar se hora dessas aparecer algum fariseu tupiniquim te acusando de causar escândalo se você ameaçar denunciá-lo à igreja ou às autoridades seculares legais, por qualquer meu feito da criatura descoberto por sua pessoa, te recitando a segunda parte do versículo 7 de Mateus  18, “ai de por quem venha o escândalo”, que o que você estará fazendo é exatamente o que fez o Senhor em Mateus 23, que foi denunciar os falsos moralistas, e como tanto fez e orientou a que fizemos, os apóstolos Pedro e Paulo em suas cartas [valendo um pulinho em 2 a Pedro 2 e em 2 a Timóteo 3; 1-5] antes devendo você pedir aos que te inquietarem, que meditem eles próprios no contexto imediatamente acima e abaixo do trecho que estiverem usando para oprimirem a tua alma, seguro que estou de a Quem estou obedecendo e representando com esta mensagem. E pode confiar, mas sobre esse negócio não deixe de orar]

Até vou aproveitar para mudar um pouco o rumo da prosa:

(...)E, levantando-se de manhã, muito cedo, fazendo ainda escuro, saiu, e foi para um lugar deserto, e ali orava.
Marcos 1:35.

Agora vem refletir...

...Que eu já contei aqui, mas é importante te refrescar a memória, já que vivi a experiência que te contei pela ausência da Oração ao final do vídeo daquela pregação, e da reação do Espírito de Deus em mim por causa daquilo, sobre uma outra irmã que fora visitada com um sonho onde ela via uma placa na porta duma “igreja” que estava fechada, e não à toa a igreja foi mostrada fechada no sonho, onde estava escrito “precisa-se de pastores”, e que o presbítero que à atendeu, que ao final do sonho a observava que para ocupar a vaga ela somente poderia se com a presença do marido – o que veda varoas à frente de ministérios sem a companhia do esposo, lhe dizia que a tarefa era ORAR 5 VEZES, ou mais, ao dia, MEDITAR nas Escrituras, e VISITAR as Ovelhas. O que deixa claríssimo que Jesus está mostrando a falta que se encontra, neste caso sobre a vida dos de sobre o altar, na verdade uma lacuna no que se refere à oração diária e constante, à meditação bíblica, e da deficiência na atenção para com o Seu povo. E eu não creio que precise dalgum desenho para que sua nobreza perceba Ele dando por tabela uma carinhosa bicuda na canela dos que tem tratado o Evangelho como uma empresa, e na dos que se comportam como empregado – por isso a placa, como quem oferece um emprego, a quem emprego procura; sem esquecer da bicuda na canela dos varões que não tem se preparado para ocuparem o altar - por isso a placa lá fora; e por tabela uma cutucada com o bico da bota na ferida dos que já que tem tratado o Evangelho como negócio, pois que então trate Seus pastores como empregados, não os explorem, os remunere à altura; e ao povo que tratam como produto, que ofereçam o melhor, contratem quem entende, contratem profissionais, encham suas medidas, ou é preciso desenhar? Somente a cobrança à oração cinco vezes, ou mais, ao dia, é de te fazer tremer, se é sua pessoa uma das almas que vive com esse debito sobre os teus ombros apesar do teu discurso quando assentado “na cadeira de Moisés”, ainda mais com o exemplo que o Senhor deu, conforme em Marcos 1, onde Ele, sendo o próprio Salvador, não começava o dia sem que, se afastando – e atente para a oração em reservado, orasse ao Pai, e isso ainda sendo escuro, o que nos aponta para uma atenção especial quanto ao período da madrugada quando o assunto é oração, o que, sem medo de errar, digo que combina com sacrifício, ou grande esforço, se preferir, bem diferente do restinho do teu tempo que você, quando nem isso, tem tirado para falar com o Dono da casa. Aliás, dica para quando Ele diz que virá “como o ladrão”. Então melhor é não cochilar...

Eu sei que a ordem é escrever sobre os “sepulcros caiados” e quando se fala em sepulcros caiados os crentes leitores de Bíblia logo se atem ao capitulo 23 do livro de são Mateus e à pegada que o Senhor Jesus dá nos fariseus que pregavam o que não viviam. E isso faz todo sentido mesmo, porém eu preciso te observar que há pouco, e também isso pode não ter sido por qualquer acaso, me aparece na tela do computador – mas se você quiser jogar na lata do lixo o fato de a tal ocorrência ter se dado no exato momento em que eu escrevia exatamente sobre pregar o que não se vive, esteja à vontade, uma foto onde aparece dentro duma igreja um monte de gente, crente, eu suponho, fazendo o tão malfadado gesto de quem empunha uma arma de fogo, tendo o dedo indicador em riste como que representando o cano, teoricamente apoiando eleitoralmente um suposto enviado de Deus para “resolver os problemas da nação” ou talvez “acabar” com o suposto sofrimento empreendido ao povo por um suposto enviado do Diabo, por causa disso, daquilo, e daquilo outro, que o que governava antes teria feito, e o que estava chegado para governar supostamente jamais faria. Até o limite do apoio e da conclusão sobre a esperança que se depositara no sujeito teoricamente enviado por Deus, tudo tranquilo, e oxalá que tenha vindo mesmo como um agente de Deus para “arrumar as coisas” – apesar de que eu não vejo em canto nenhum das Escrituras, Jesus enviando ninguém, desde os reis aos profetas, para aliviar nada para o povo quando o povo deixava a desejar, para não dizer outra coisa, exatamente como Ele mesmo tem me mostrado, e a tantos outros, a quantas tem andado a Sua Igreja nessa nação, que não tem sido exemplo para povo nenhum, e logo, já que o jargão popular diz que perguntar não é ofensa, me permita a pergunta: será que a foto a mim trazida “do nada” e no exato mento da construção do texto, não terá sido para te chamar, a você que andou, e em não poucos casos dentro duma “igreja”, engatilhando um instrumento de morte com a tua mão que deveria ser santa e curadora de corpos e de almas, logo instrumento de vida, juntamente com os fariseus dos altares, também um ”sepulcro caiado”, já que, conforme as próprias palavras do Salvador, que veio para aniquilar a morte, sepulcro caiado quer dizer beleza por fora e podridão por dentro? Como eu disse, é somente uma pergunta, a resposta fica a cargo da sua pessoa, tendo em vista que o próprio Jesus é que me deu a temática, quer você acredite ou não.

Até te sugiro que se concentre aqui:

Há pouco, comigo já no meio da tarde hora olhando o Youtube hora uns áudios do WhatsApp, invadiu um cheiro insuportável de carniça no meu escritório, onde eu havia chegado para retomar a escrita desse texto porem que sem agir, parado faz uns dias sem a menor razão de ser, posto tempo eu ter tido, onde chamei minha esposa para procurar a origem do mau-cheiro que parecia hálito de cachorro que acabara de comer alguma carniça, sem que ela, que disse que não estava sentindo mau-cheiro algum, tivesse encontrado o mínimo sinal de onde estava vindo o odor e, não sem antes ouvir de mim que então deveria ser aquilo o cheiro do Kapiroto, quem realmente cheira mal e é quem induz alguns muitos dos altares à desfaçatez, depois de dar umas borrifadas de inseticida, entrou no carro e saiu. Porem ao deixar de lado os áudios e os vídeos e abrir o Word com o texto iniciado faz uma semana, sem perceber que o mau-cheiro havia desaparecido, senti agora um cheiro de perfume, aliás perfume que fazia uns dias não sentia, o que sempre me acontece no momento das orações, sobre a minha mesa, como se o perfume estivesse vindo do teclado. Foi então que me caiu a ficha: era uma visão olfativa: vendo que eu muito provavelmente deixaria passar mais um dia sem concluir o texto, do que Jesus seguramente digo que tem pressa, foi o mesmo que Ele, na primeira fase da visão, e se você puder imaginar que cheiro sobe duma sepultura que tem seu tampão removido te facilitará muito a compreensão do que aconteceu aqui, me dizendo “vai para o texto, filho meu; olha como está incomodando minhas narinas a hipocrisia dos meus altares”; e na segunda parte, depois que enfim retomei o texto, quando senti, ao invés do mau-cheiro agora um perfume, foi como o mesmo que faz um pai quando o filho resolve o obedecer: premia com o que há de melhor! E só então percebi por que razão minha esposa usou inseticida e não um bom ar: foi por intervenção d’Ele, que não queria que eu me confundisse quando Ele viesse com o perfume, como a um afago, pela minha obediência! E se quiser se arrepiar pode!!!

(...)Os olhos do Senhor estão em todo lugar, contemplando os maus e os bons. Provérbios 15:3.

Mas olha, também com esse estrondoso acontecimento que verso no parágrafo acima como um grito de Deus para a indispensável atenção que você deve dar a esse texto, até te sugerindo lê-lo mais de uma vez, se não se tratar sua pessoa dos que cuja luz que diz terem forem trevas - devendo atentar para as trevas que a escritura, que abre esse texto, aponta que serão, não a toa o termo escrito no Futuro e imagine a eternidade na treva absoluta, que é exatamente o que Jesus me mostrou quando eu examinava o dito texto bíblico, logo dum descendente da serpente, conforme o Senhor mesmo chama os fariseus no mesmo capítulo 23 de Mateus, no versículo 33, que tem tampado os ouvidos se fazendo de surdos, como são surdas as cobras, para quem não há lugar no Seu Reino já que lá não entrará peçonha nenhuma, somente para não ouvirem a Verdade, “acostumados” que estavam com uma doutrina fora de vigor nos moldes como pregavam, se Jesus, tão anunciado pelos profetas em quem eles tanto diziam que criam, e outros precisam crer, já estava ali diante deles e dá uma dica no verso 25, também do livro de Mateus 23, do por que você pode estar dando tanto trabalho ao Espírito Santo, sem que haja quem preste a mínima atenção, conforme vou colocar aí logo à baixo, onde você conseguirá compreender qual a preocupação do Senhor e por que Ele me mandou aqui com esse assunto:

(...)"Ai de vocês, mestres da lei e fariseus, hipócritas! Vocês limpam o exterior do copo e do prato, mas por dentro eles estão cheios de ganância e cobiça.
Mateus 23:25.

Avaliou? E entendeu que o que o Senhor está te dizendo aí acima, depois de apontar a hipocrisia e a dissimulação principalmente dos de cima dos altares – conforme muita gente limita e muita gente acredita que a referência ali seja apenas ao que por fora se mostra um quando na verdade por dentro é outro, a quem couber, já que em tese é dos altares – que em tese primeiro come, pela pregação, que vem o alimento para o povo, é que você pode estar sendo nutrido/a com comida contaminada e bebendo agua suja também, dado à conveniência dalguns e por isto a repreensão? Já tinha percebido isso quando leu essa passagem? Que bom. Pois é, foi o que Ele disse a mim também quando me dava o tema dessa mensagem, quando diz de “prato, onde se come, e copo, onde se bebe, limpo por fora, porem sujo por dentro”, ou seja, enquanto a pregação parece limpa/pura, há embutido nela impurezas, como é, por exemplo simples, dado as heresias incontáveis, a pregação do Dízimo em Malaquias 3; 10 completamente fora do contexto [o que nada tem a ver com qualquer impedimento de que você receba OFERTAS dos irmãos, e nem de ‘autorização’ qualquer para que tu se torne num/a avarento/a], e a promessa do Arrebatamento sem o cumprimento das profecias, prometendo uma Igreja livre de sofrimento ou perseguição, o que é uma mentira deslavada, sem que você perceba, já que Bíblia está aberta quando eles pregam – veja que terrível sobre o Tempo do Fim em Daniel 7; 25, porém saboreie o conforto no verso 27. E não deve ser novidade para ninguém, que água suja e comida contaminada fatalmente leva a doença de todo o corpo. A menos que para você seja natural comer no prato sujo em que um tuberculoso, ou ainda, um doente de Covid 19, tenha acabado de comer. Então atente, avaliando o que você tem carregado no coração, se amor, ódio, ou se a verdadeira Esperança, e se dê enfim essa resposta. Por isso Ele manda que seja limpo antes o prato e o copo por dentro e então, alimentados e saciados da Comida e da Água limpa, todas as ações do crente então serão notadas limpas, que do contrário o perigo bate à porta, sacou?

(...)Vós, portanto, amados, sabendo isto de antemão, guardai-vos de que, pelo engano dos homens abomináveis, sejais juntamente arrebatados, e descaiais da vossa firmeza;

Antes crescei na graça e conhecimento de nosso Senhor e Salvador, Jesus Cristo. A ele seja dada a glória, assim agora, como no dia da eternidade. Amém.
2 Pedro 3:17,18.

Ah, mas cuidado aí com o termo “arrebatados”, que nesse contexto, será fogo e bicho, muito cuidado.

E como eu disse, não sei o tanto e nem o exato público que Jesus pretende alcançar com essa mensagem, mas como você chegou até aqui, melhor não relaxar na leitura pois acredito que Ele quer te contemplar com o texto a que acaba de me levar, em Isaías 41, que será como quem borrifa perfume nas narinas de quem tem andado perto dos que tem mostrado brancura por fora porem que dentro se encontram num breu que ainda toda treva seria fichinha pontuar, que tem te enganado com “um Jesus que nunca existiu”, e tampouco prometeu o que te tem sido prometido, já que é para muito além desse evangelho raso, “do interesse ‘nosso’ de todo dia”, uma vez que a proposta do Dono sempre esteve viajando num caminho contrário do que te tem sido oferecido, que sempre foi que seguremos firmes, como num casamento, lembra, na saúde e na doença, na alegria e na tristeza, pois que o choro durar uma noite e a calmaria vir ao amanhecer, nunca teve nada a ver com que a nossa agonia, seja pelo desemprego, pelo abandono do marido, da esposa, do filho; seja por qualquer doença, que seja uma dor de dente que não passa, a ti prometido que no dia seguinte, quando não com pouca hora, ou quem sabe em meia-hora, tudo estará resolvido; que estaremos livres das dores da alma - e a ‘varinha mágica’ naturalmente estará nessa ou naquela campanha, quando na verdade a Promessa é para além do que possamos imaginar ou esperar, pois é isso que Ele nos diz: (...)Quem operou e fez isto, chamando as gerações desde o princípio? Eu o Senhor, o primeiro, e com os últimos eu mesmo. (Isaías 41:4), se é que, como eu me vejo, e para isso tenho vivido, se sorrindo ou se chorando, se sem dor ou se com dor não importa, você se notou entre esses Últimos de que Ele, que versa que no Começo Ele somente, o Primeiro, O que a tudo fez, fala que estarão com Ele no final de tudo, chamando, agora sim, quando de fato estaremos livres das angustias e das dores, as nações que haveriam Lhe sido desobedientes ao arrependimento porém não sem antes pagarem o vexame de estarem sob os nossos pés, o que é conhecido como Reino Milenar, o que muito provavelmente não te tem sido esclarecido, pelo que se nota, mas que causa uma alegria e uma esperança sem igual no coração de quem sabe e que por isso espera, (...)Porque não vos fizemos saber a virtude e a vinda de nosso Senhor Jesus Cristo, seguindo fábulas artificialmente compostas; mas nós mesmos vimos a sua majestade (2 Pedro 1:16), sem prejuízo, porém, à advertência das Escrituras, em 1 a Coríntios 9; 24, de que, para estarmos entre os primeiros, no que tange às duas ressurreições, a ordem é corrermos como quem corre para alcançar o prêmio, por isso o “muitos chamados e poucos escolhidos” que você tanto tem ouvido e se angustiado se, fraco/a na fé, você estivesse como um doente moribundo esperando o ultimo dia chegar, sendo que os que não estiverem com Ele, por não terem corrido como faz o atleta, fazendo um chamamento às nações rebeldes, tem ainda a chance da segunda chamada, ou segunda ressurreição, já que não estavam entre os Poucos Escolhidos, entendeu? Só não vá arriscar, devido ao que diz a Bíblia aí à baixo.

(...)E vi tronos; e assentaram-se sobre eles, e foi-lhes dado o poder de julgar; e vi as almas daqueles que foram degolados pelo testemunho de
Jesus
, e pela palavra de Deus, e que não adoraram a besta, nem a sua imagem, e não receberam o sinal em suas testas nem em suas mãos; e viveram, e reinaram com Cristo durante mil anos.

Mas os outros mortos não reviveram, até que os mil anos se acabaram. Esta é a primeira ressurreição.

Bem-aventurado e santo aquele que tem parte na primeira ressurreição; sobre estes não tem poder a segunda morte; mas serão sacerdotes de
Deus e de Cristo, e reinarão com ele mil anos.
Apocalipse 20:4-6.

Claro que, sabendo das almas mais fracas, Jesus irá salvar os crentes que acordarem somente na segunda ressurreição, depois de ter passado o período milenar do Seu Reino, mas você arriscaria manter essa fedentina aí dentro, se te cabe, sabendo do incomodo que esse fedor está causando às narinas d’Ele, conforme o cenário que Ele montou, para me fazer concluir logo esse texto, se as Escrituras versam que aos da segunda ressurreição há o perigo da segunda morte? “Ah, mas, e daí, morto não sente mesmo...“, casso ocorra a observação louca à tua alma. Ok, claro, só faltou você se lembrar que em Isaías 45; 8, diz Deus que ‘os pensamentos d’Ele são os pensamentos d’Ele, e os nossos pensamentos são os nossos pensamentos’, o que quer dizer que, claro, mesmo cheio de bicho o corpo do morto o defunto decerto não estará “nem aí”, e realmente seria dessa forma também na hora da salvação ou condenação, não fossem AS ADVERTÊNCIAS de6+- Jesus, único com poder, dado pelo PAI, tanto para salvar quanto para condenar, conforme você pode acompanhar:

(...)Mas vós mesmos fazeis a injustiça e fazeis o dano, e isto aos irmãos.

Não sabeis que os injustos não hão de herdar o reino de Deus?

Não erreis: nem os devassos, nem os idólatras, nem os adúlteros, nem os efeminados, nem os sodomitas, nem os ladrões, nem os avarentos, nem os bêbados, nem os maldizentes, nem os roubadores herdarão o reino de Deus.
1 Coríntios 6:8-10.

(...)E, se o teu olho te escandalizar, lança-o fora; melhor é para ti entrares no reino de Deus com um só olho do que, tendo dois olhos, seres lançado no fogo do inferno,

Onde o seu bicho não morre, e o fogo nunca se apaga.
Marcos 9:47,48.

E aí, tranquilo? Mas espera, te imaginando aí pensando na misericórdia “sem fim” de que tanto tu deves ter ouvido, deixa para responder depois:

(...)Porque em verdade vos digo que, até que o céu e a terra passem, nem um jota ou um til jamais passará da lei, sem que tudo seja cumprido. Mateus 5:18.

E agora? Além do calor o dos vermes fervilhando por dentro e por fora, dá para arriscar ficar de fora de disso:

(...)E mostrou-me o rio puro da água da vida, claro como cristal, que procedia do trono de Deus e do Cordeiro.

No meio da sua praça, e de um e de outro lado do rio, estava a árvore da vida, que produz doze frutos, dando seu fruto de mês em mês; e as folhas da árvore são para a saúde das nações.

E ali nunca mais haverá maldição contra alguém; e nela estará o trono de Deus e do Cordeiro, e os seus servos o servirão.

E verão o seu rosto, e nas suas testas estará o seu nome.

E ali não haverá mais noite, e não necessitarão de lâmpada nem de luz do sol, porque o Senhor Deus os ilumina; e reinarão para todo o sempre
. Apocalipse 22:1-5.

Mas levanta a cabeça, amigo/a “sepulcro caiado”, fique triste não, ânimo, que é agora que entra a misericórdia que você tanto pregou ou acreditou, posto ainda estarmos todos os pecadores vivendo nesse tempo e cujos pecados ainda aguardam a Festa expiatória [estude sobre as Festas] quando serão enfim embranquecidos, pois você deve estar lembrado/a de que te falei da tampa da panela que o Salvador, me ouvindo os pensamentos sobre o meu medo de você, conhecedor/a da vida que tem levado, ao ler a pegada que Ele te daria com a mensagem, podia ser que, já sabendo para onde seria mandado/a podia então acabar de chutar o pau da barraca, conforme Ele mostrou no cenário do sonho que deu à irmã Neyla o povo, crentes entre eles, se adiantando e pulando naquele buraco de fogo, pelo pavor do que sabiam que será o Julgamento, que a palavra que Ele me falou foi Vivificação. Entendeu? Eu explico: você viu que Ele me deu como tema da mensagem a frase repetida “sepulcros caiados, sepulcros caiados” para exortar quem tem agido com duas caras no Evangelho e pior do que isso, tem posto em perigo as Suas almas, então quando me fez dormir de novo, frente a minha preocupação com você resolver chutar o balde duma vez, e me falou a palavra que te digo acima, muito alegre fiquei pois entendi que a proposta d’Ele era vivificar os ossos dos sepulcros com o que seria dito no texto, que aliás nunca foi eu que escrevi sozinho nenhum, te chamando assim ao temor, entendeu? E agora, está melhor? Muito bom, mas espera que preciso pôr a tampa sobre a panela:

Eu não sei se já te falaram, mas o povo judeu, quando quer chamar atenção de alguém, o que vai te ajudar a compreender o porquê de Jesus, judeu nato, sempre repetir em determinadas ocasiões, “em verdade, m verdade”, tem por costume repetir a primeira palavra do discurso ou mensagem que estão para fazer ou passar, escrito que seja, o que me fez refletir no fato de que Ele não somente queria advertir a quem tinha em mente se dirigir com essa mensagem, mas principalmente dizer algo como que Ele está perdendo a paciência, se quando falou Vivificação falou não duas, mas apenas uma vez! O que indica, e é de arrepiar, que Ele não vai insistir se você teimar!

(...)Tu, pois, filho do homem, dize à casa de Israel: Assim falais vós, dizendo: Visto que as nossas transgressões e os nossos pecados estão sobre nós, e nós desfalecemos neles, como viveremos então?

Dize-lhes: Vivo eu, diz o Senhor DEUS, que não tenho prazer na morte do ímpio, mas em que o ímpio se converta do seu caminho, e viva. Convertei-vos, convertei-vos dos vossos maus caminhos; pois, por que razão morrereis, ó casa de Israel? Ezequiel 33:10,11.

Eu não disse que houvesse subido num alto monte, ou conversado com pessoas sobre minha preocupação com a turma do “já que é assim...”, quando Ele voltou em mim e falou que a proposta é vivificar a turma que anda distraída do valor do Sangue, foi somente um pensamento que bastou para Ele ouvir e descer e me completar o plano que Ele tinha em mente, o que deve te fazer refletir que se um pensamento é para Ele como um grito, o que não estará sendo aos Seus ouvidos e Seus olhos, não somente os teus pensamentos mas o que anda falando tua língua, sentindo o teu coração, e fazendo teu pé e tua mão? O mau cheiro que eu sentia quando me via distraído do meu dever de te escrever, era insuportável a ponto de eu entender que seria impossível de conseguir raciocinar, logo também não de escrever sequer uma linha do texto, o que me habilitou a concluir sim, que nas narinas d’Ele está fedendo e aos olhos incomodando ainda mais, haja visto em Habacuque 1; 13 dizer que Ele é tão puro de olhos, que não pode contemplar o mal. Reflete! Ou seria, “pára que tá feio”?

(...)Eis que estou à porta, e bato; se alguém ouvir a minha voz, e abrir a porta, entrarei em sua casa, e com ele cearei, e ele comigo.

Ao que vencer lhe concederei que se assente comigo no meu trono; assim como eu venci, e me assentei com meu Pai no seu trono.

Quem tem ouvidos, ouça o que o Espírito diz às igrejas. Apocalipse 3:20-22.

Jesus é bom!

Shalom

Antônio Franco Nogueira – à serviço do Reino eterno

AQUI, mais texto do autor

'(...)Mas vós, amados, edificando-vos a vós mesmos sobre a vossa santíssima fé, orando no Espírito Santo, Conservai-vos a vós mesmos no amor de Deus, esperando a misericórdia de nosso Senhor Jesus Cristo para a vida eterna'. [Judas 1:20,21]. Na imagem, Antônio Franco Nogueira, servo do Deus Altíssimo (Foto: Monica Franco)
'(...)Mas vós, amados, edificando-vos a vós mesmos sobre a vossa santíssima fé, orando no Espírito Santo, Conservai-vos a vós mesmos no amor de Deus, esperando a misericórdia de nosso Senhor Jesus Cristo para a vida eterna'. [Judas 1:20,21]. Na imagem, Antônio Franco Nogueira, servo do Deus Altíssimo (Foto: Monica Franco)

 

Camaçari Fatos e Fotos LTDA
Contato: (71) 3621-4310 | redacao@camacarifatosefotos.com.br, comercial@camacarifatosefotos.com.br
www.camacarifatosefotos.com.br