Galeria de Fotos

Não perca!!

Banner

Cidade

Prefeitura Municipal de Camaçari - Foto: Reprodução
Prefeitura Municipal de Camaçari - Foto: Reprodução

Consta na imprensa, que desde o surgimento da primeira notícia de pessoas infectadas, e morrendo, pelo novo coronavírus na China, a Itália, que supera o país de origem da doença, em contaminados e em mortos, se tornou a nação com maior número de casos, de contaminados e de mortos, no mundo. No último sábado, 50 dias depois de registrar seu primeiro caso, os italianos já contabilizavam 4.825 mortes, 797 somente em 24 horas, e 53.578 pessoas infectadas, subindo, hoje, 24/03, segundo a Revista Exame, para 69.176, os casos de contaminados.

Na Espanha, país vizinho dos italianos, que conta com vídeos nas redes sociais de seus cidadãos reclamando que “o governo demorou muito para tomar providencias, por sermos vizinhos da Itália, e por isso estamos assim”, se referindo número e ao estado de pessoas acometidas pela doença, por não terem sido advertidos e proibidos de estarem nas ruas antes, já registra, em números desta terça-feira, 24, 39.673 contaminados oficiais, e 2.696 mortos, 514 óbitos somente num dia.

Esses dois, Espanha e Itália, é importante o registro, são países com estrutura bem diferente da nossa quando o assunto é aparato de Saúde, e são nações de economia robusta, bem diferente da economia brasileira de hoje. Contudo, na Itália, onde os óbitos continuam crescendo, com 196 mortos, no dia 11 de Março, 189 no dia seguinte, 250, 175, 368, 349, 345, 475, 427 e 627, respectivamente, nos dias que se seguiram - e sabemos da preocupação das autoridades de lá, que diz que “sem mecanismos de cumprimento sistemático das medidas, não seremos capazes de travar a propagação do vírus”, conforme Sílvio Brusaferro, primeira palavra em Saúde do país, se referindo ele à equipamentos de contenção, prevenção e conscientização da pandemia, o que pensar sobre nós?

O Brasil, com já 2.021 casos confirmados, e 46 mortes, que acusa a celeridade gritante da contaminação, onde 27 dias depois do primeiro caso confirmado disparou de 1 para 1.924 registro de pessoas hospitalizadas com a doença, ocupa a preocupante posição - somente não para a Prefeitura Municipal de Camaçari (PMC), do 19º lugar no mundo, entre quase 200 países, que já registram casos, entre suspeitos e confirmados, em todas as nações em volta da terra, denunciando a potencialidade da transmissão do vírus, mas a PMC, em nota à imprensa prefere chamar uma pessoa que, à parte do que sua intenção que diga respeito ao governo, que alertando para a gravidade da situação, se expõe dizendo ser ela uma das contaminadas que não constam nos registros governamentais, de “irresponsável”.

Diz a nota, em sua chamada, publicada também no site oficial da prefeitura: “Publicação em rede social de novo caso confirmado de coronavírus em Camaçari é falsa”. O danado, no entanto, é que a mesma nota que chama de “irresponsável”, a pessoa que denuncia que não somente ela, mas também uma “amiga”, que teria vindo com ela de São Paulo, aliás, epicentro da doença no país, que divide com ela a mesma casa, também estaria com suspeita de estar contaminada, e chama a postagem do moço em sua rede social, de “fake news”, faz tudo isso depois de atestar sim os sintomas de contaminação da moça que o rapaz aponta, dizendo ainda que à teria encaminhado para teste definitivo.

“(...)a publicação não passa de mais uma informação infundada, que só causa incerteza e pânico na população”, diz ainda a nota; que bota na conta da Secretaria de Saúde do Município de Camaçari (SESAU), a negativa da informação do moço com base apenas em que, conforme credita à Sesau, o rapaz “não está registrado nem como caso suspeito no sistema da Coordenação Epidemiológica de Camaçari e nem do Estado, pois até então não passou por uma unidade de saúde”,  o que ele mesmo, conforme a publicação no site do governo, afirma que “não está nos registros oficiais”, logo deixando claro que, detectados em si e na sua acompanhante os sintomas, fez a publicação com a afirmação que não garante, sobre ele estar sim infectado, que não o esteja, e ao invés de ser acolhido para exames confirmatórios, foi chamado de mentiroso.

Este portal compreende, se levado em conta a gravidade da doença e a falta de informação, e até de educação de muitos, para com suas próprias vidas, que diferente de levar ao “pânico”, como afirma a prefeitura, a postagem, já que identifica quem a postou – caso estanho às Fake News, adverte o povo à que tomem mais cuidado, o que é chancelado pelos sintomas confirmado na moça, conforme detectado pela própria equipe de saúde que os teriam visitado. Postagem que, afirmamos, apesar dos pesares, presta um favor ao governo municipal, que bem sabe ele que não está equipado para suportar uma corrida por infectados às unidades medicas locais, bem diferente do desfavor da nota, que “tranquiliza” de forma, agora sim, irresponsável, mais uma vez, se considerado a confirmação da suspeita sintomática da pessoa indicada pelo rapaz. Irresponsabilidade que, aliás, é confirmada pela própria nota, que mesmo diante duma pessoa que toma uma atitude desesperada dessas, manda que ela própria, “procure atendimento médico”, conforme a própria nota.

A contaminação por coronavírus, segundo os profissionais de saúde, se dá por contato, abraço ou aperto de mão, tosse, espirro, contato com superfície contaminada, que quando alguém pega em que uma pessoa com a doença tocou – coisa que, se cabe a ironia, quase não acontece nos supermercado - e por meio de “gotículas de saliva”, e esse portal recebeu nesta segunda-feira, um vídeo onde se vê uma fila enorme com pessoas que aguardavam a chegada à farmácia na frente da qual se encontravam, com as pessoas, umas praticamente cafungando no cangote da outra, e isso não parece preocupar “muita gente”.

Recebemos também um vídeo, dum homem, onde se vê o sujeito, que aparece com uma máscara cirúrgica pendurada no pescoço, e espumando absurdamente, com dificuldade para respirar, que é “identificado” como “Bahia”, supostamente acometido pelo coronavírus, mas que, ao apurarmos, tomamos conhecimento de que o moço é portador da epilepsia. O que, provavelmente, tendo sofrido uma convulsão, então, talvez – dissemos, talvez, sendo “confundido” com um contaminado pela doença “chinesa”.

NOTA

Sobre o pronunciamento do presidente Jair Bolsonaro, na noite desta terça-feira, 24, que chamou a doença de "resfriadinho e gripezinha", e mandou reabrir escolas e aeroportos, praticamente desautorizando as medidas de prevenção dos estados e municípios, que classificamos de 'declaração desequilibrada", nada a além disso temos a dizer!

Que Deus tenha misericórdia dessa nação!

AQUI, site que atualiza o contágio da doença ao redor do mundo.

AQUI, site que aponta o crescimento da doença, na Itália, na Espanha, e no Brasil

AQUI, nota da Prefeitura de Camaçari, contestando o suposto contaminado

Antônio Franco Nogueira - diretor do CFF

Clique aqui e siga-nos no Facebook

 

Camaçari Fatos e Fotos LTDA
Contato: (71) 3621-4310 | redacao@camacarifatosefotos.com.br, comercial@camacarifatosefotos.com.br
www.camacarifatosefotos.com.br