Galeria de Fotos

Não perca!!

Bahia

Um grupo de policiais militares da Bahia decretou greve por tempo indeterminado em assembleia nesta terça-feira (8) (Foto: Reprodução)
Um grupo de policiais militares da Bahia decretou greve por tempo indeterminado em assembleia nesta terça-feira (8) (Foto: Reprodução)

Desde que um grupo de policiais militares da Bahia anunciou uma greve por tempo indeterminado circulam informações desencontradas nas redes sociais sobre ataques em Salvador e falta de policiais nas ruas.

Quem decretou greve?
Um grupo de policiais militares da Bahia decretou greve por tempo indeterminado em assembleia nesta terça-feira (8). O movimento é liderado pela Associação dos Policiais e Bombeiros e de seus Familiares do Estado da Bahia (Aspra).

“A gente deu um prazo de cinco anos, período em que a gente está tentando conversar com o governador. Todas as entidades que são responsáveis por essa questão foram notificadas, receberam ofício com indicativo da possibilidade de paralisação, mas, infelizmente, não atendeu a esse pedido. Inclusive, foi dito que hoje era o dia D, o último dia em que ficaríamos esperando que o governo nos chamasse para negociar”, diz o coordenador regional da Aspra, Augusto Araújo Júnior.

O que diz a SSP?
A Secretaria da Segurança Pública (SSP) diz que se trata de um "pequeno grupo" dentro da corporação, e informa que a situação é monitorada. A Polícia Militar divulgou nota afirmando que os PMs que não comparecerem para trabalhar responderão "conforme Legislação Militar".

O comandante-geral da PM, coronel Anselmo Brandão, afirmou que não existe greve e que os policiais seguem nas ruas, acusando o movimento de político. “Quem fez essa declaração de greve foi o deputado Prisco. Ele e 300 policiais, a maioria aposentados, estão causando esse terrorismo na cidade, mas eu garanto que a nossa tropa continuará trabalhando e que estamos atentos a todo e qualquer episódio", garante.

Houve ataques em Salvador?
Algumas ocorrências foram registradas em Salvador entre a noite dessa terça-feira (8) e a madrugada desta quarta-feira (9).

Uma agência do banco Bradesco, localizada na Avenida Barros Reis, amanheceu com as portas de vidro quebradas. A unidade teve a porta principal e duas laterais de vidros apedrejadas pelos bandidos.

Em Cosme de Farias, 31 pessoas tentaram levar produtos de um mercado e uma loja. Eles foram presos em flagrante por equipes da 58ª Companhia Independente da Polícia Militar (CIPM/Cosme de Farias) e das Rondas Especiais (Rondesp) Atlântico.

O CORREIO também recebeu denúncias de arrombamento e vandalismo nos bairros da Liberdade, Caminho de Areia e São Caetano.

Os autores já foram identificados?
Para identificar os autores, serão utilizadas imagens do sistema de videomonitoramento da Secretaria da Segurança Pública da Bahia (SSP-BA).

Além disso, os projéteis usados nos atos de vandalismo vão ser analisados pelo Departamento de Polícia Técnica (DPT). De acordo com a SSP, não houve furto ou roubo em nenhuma das ocorrências registradas em bancos.

Segundo a SSP, as investigações apontam que os ataques foram realizados para gerar a sensação de insegurança na cidade. Equipes dos departamentos de Polícia Metropolitana (Depom) e de Inteligência Policial (DIP) buscam testemunhas das ações de vandalismo.

"Não temos ocorrências desta natureza e, esta coincidência com os acontecimentos, logo depois do anúncio de greve, é determinante para o início das apurações", explicou o delegado-geral da Polícia Civil, Bernardino Brito.

Os ônibus estão circulando normalmente?
Os ônibus de Salvador continuam rodando normalmente após anúncio de greve. Segundo Fábio Primo, dirigente do Sindicato dos Rodoviários, a categoria está atenta para saber o nível de adesão à paralisação e, por enquanto, tudo segue normal.

"Vamos aguardar para saber a decisão mesmo da tropa nas ruas. Não sabemos qual vai ser a posição da maioria", afirmou Primo ao CORREIO.

As escolas estão funcionando?

Em São Caetano, as aulas até foram suspensas. A Escola Municipal Batista de São Caetano, além do Colégio Estadual Professor José Barreto de Araújo Bastos amanheceram de portas fechadas. Assim como o Carlos Alberto Cerqueira, colado com o Colégio Estadual Pedro Ribeiro - que té chegou a abrir, mas, às 10h, já havia liberado os estudantes.

De acordo com a Secretaria de Educação do Estado da Bahia (SEC), as aulas estão mantidas em todas as unidades. Entretanto, o órgão confirma que em algumas escolas, como o Colégio Estadual Carneiro Ribeiro Filho, na Soledade, foi registrado baixa frequência dos estudantes.

Comandante Anselmo Brandão nega greve da PM e garante policiais nas ruas - Vídeo

Veja também:

Após grupo de PMs anunciar greve, arrombamentos e saques são registrados em Salvador

Salvador - 31 pessoas são detidas após tentarem roubar duas lojas

Vídeo - grupo de PMs anuncia greve na Bahia; comandante nega

Clique aqui e siga-nos no Facebook

 

Camaçari Fatos e Fotos LTDA
Contato: (71) 3621-4310 | redacao@camacarifatosefotos.com.br, comercial@camacarifatosefotos.com.br
www.camacarifatosefotos.com.br