Galeria de Fotos

Não perca!!

Banner

Política

A intevensão militar de 1964 no Brasil, culminou, no dia 1.º de abril de 1964, com um golpe que encerrou o governo do presidente democraticamente eleito João Goulart, também conhecido como Jango - Foto: Google
A intevensão militar de 1964 no Brasil, culminou, no dia 1.º de abril de 1964, com um golpe que encerrou o governo do presidente democraticamente eleito João Goulart, também conhecido como Jango - Foto: Google

O presidente Jair Bolsonaro está pretendendo comemorar ruidosamente o aniversário do golpe militar de 31 de março de 1964, que derrubou o presidente João Goulart e implantou uma ditadura militar durante 21 anos. O regime militar liquidou as liberdades democráticas, cassou parlamentares, perseguiu intelectuais, artistas, cientistas, ativistas políticos e sociais, prendeu, baniu, torturou e assassinou adversários políticos.

Segundo o jornal O Estado de S.Paulo, Bolsonaro "orientou os quartéis a comemorarem a 'data histórica' do aniversário do dia 31 de março de 1964".

Porém, de acordo com o jornal, "Generais da reserva que integram o primeiro escalão do Executivo, pedem cautela no tom para evitar ruídos desnecessários diante do clima político acirrado e dos riscos de polêmicas em meio aos debates da reforma da Previdência".

A primeira comemoração do aniversário do golpe militar de 1964 pode causar celeuma e pôr os militares no alvo de críticas, pela postura de Bolsonaro que já declarou ter como ídolo um dos símbolos do regime militar, o coronel Carlos Alberto Brilhante Ustra, torturador de presos políticos, morto em 2015. Ustra foi comandante do DOI-Codi do II Exército, em São Paulo, onde eram praticadas torturas e assassinatos de presos políticos.

Leia na íntegra

Golpe de 1964 atingiu mais de 6.000 militares com prisões, demissões e mortes, além do assassinatos de civís
Golpe de 1964 atingiu mais de 6.000 militares com prisões, demissões e mortes, além do assassinatos de civís

O golpe de Estado que iniciou a ditadura militar brasileira (1964-1985) completa 55 anos em 31 de março/ 1º de Abril de 2019
O golpe de Estado que iniciou a ditadura militar brasileira (1964-1985) completa 55 anos em 31 de março/ 1º de Abril de 2019

Veja ainda:

Decreto assinado por Bolsonaro elimina 13,7 mil cargos em universidades públicas

Pesquisa mostra aumento de rejeição à gestão Bolsonaro

Clique aqui e siga-nos no Facebook

Apoiadores de Bolsonaro invadem assembleia sindical em SC; assista

'The Guardian' publica "manifesto global" contra Bolsonaro

Previdência dos militares economiza pouco e favorece altos oficiais

 

Camaçari Fatos e Fotos LTDA
Contato: (71) 3621-4310 | redacao@camacarifatosefotos.com.br, comercial@camacarifatosefotos.com.br
www.camacarifatosefotos.com.br