Galeria de fotos

Não perca!!

Nacional

Segundo a polícia, Antônio Luís da Silva, de 47 anos, se passava por motorista de aplicativo e oferecia carona para as vítimas (Foto: Reprodução | TV Globo)
Segundo a polícia, Antônio Luís da Silva, de 47 anos, se passava por motorista de aplicativo e oferecia carona para as vítimas (Foto: Reprodução | TV Globo)

Conforme a Bíblia, no livro de Hebreus 11:1, “fé é o firme fundamento das coisas que se esperam, e a prova das coisas que se não veem”. E fé e esperança de ver uma intervenção divina em seu socorro foi o que não faltou a uma jovem, de 22 anos, que não teve o nome revelado, que certamente seria violentada sexualmente por um suposto motorista de aplicativo, que insistiu para lhe dar uma ‘carona’, o cadeirante Antônio Luís da Silva, de 47 anos.

“Falei assim "não, moço, obrigado". Aí perguntou uma segunda vez, a terceira vez, na quarta vez entrei, depois de recusar três vezes. Aí entrei, ele falou que era Uber e que ia buscar um cliente na estação de Carapicuíba e já me deixava lá”, contou a jovem, que aguardava seu transporte num ponto de ônibus, sob chuva forte, nesta quarta-feira, 06, em Carapicuíba (SP), conforme publicação do site iBahia, que teve como fonte reportagem da TV Globo.

Uma vez dentro do carro a jovem disse que o sujeito dirigiu até uma rua próxima, tomou seu telefone e a ameaçou, mandando que se despisse. “Aí ele meu pediu pra tirar a roupa, passou a mão nas minhas partes íntimas e falou assim, que se quisesse fazer alguma coisa ruim comigo já teria feito, e aí ele falou que ali estava muito movimentado, que queria sair dali, e eu pedindo pra Deus que acontecesse alguma coisa com aquele carro; para aquele carro não pegar”, contou.

E de fato, conforme pediu a Deus, como disse, o carro, que é adaptado, não pegou, ela escapou, correu até um batalhão de polícia e o suspeito foi preso em flagrante no mesmo lugar onde tentou estupra-la, ainda tentando fazer o carro funcionar.

Na delegacia, o indivíduo ainda foi reconhecido por uma mulher que havia registrado queixa um ano atrás, contra um motorista de aplicativo, cadeirante, que a havia abusado sexualmente.

“A oração feita por um justo pode muito em seus efeitos”, também diz as Escrituras. E essa jovem, como todos os que creem dentre todos os envolvidos na situação, sobretudo o suposto profissional detido, jamais se esquecerá disso.

Veja também:

Grupo feminino realiza Caminhada da Paz pela Vida das Mulheres, nesta sexta-feira (08), em Camaçari

Mulher é encontrada nua, com sinais de estupro e estrangulamento em estrada do ES

Mulheres e adolescente são estupradas após oferta falsa de emprego no OLX em Salvador

Jovem procura mulher que teria espalhado boatos sobre ela e é morta a facadas

Elis Cristina - Camaçariense é morta com nove tiros em São Paulo

Mais de 500 mulheres são agredidas por hora no Brasil, revela pesquisa

Câmara cria comissão externa sobre violência contra as mulheres

Clique aqui e siga-nos no Facebook

 

Camaçari Fatos e Fotos LTDA
Contato: (71) 3621-4310 | redacao@camacarifatosefotos.com.br, comercial@camacarifatosefotos.com.br
www.camacarifatosefotos.com.br