Galeria de fotos

Não perca!!

Nacional

Candidato participava de passeata em Juiz de Fora quando foi atingido por homem de 40 anos. A facada causou lesão no abdômen, segundo o hospital onde ele é operado
Candidato participava de passeata em Juiz de Fora quando foi atingido por homem de 40 anos. A facada causou lesão no abdômen, segundo o hospital onde ele é operado

O deputado federal Jair Bolsonaro (PSL-RJ) foi vítima de um ataque enquanto fazia campanha pela presidência da República em Juiz de Fora (MG). A Santa Casa de Juiz de Fora, para onde Bolsonaro foi levado após receber uma facada, informou que "o paciente Jair Messias Bolsonaro deu entrada no hospital por volta das 15h40 com uma lesão por material perfurocortante na região do abdômen". "Ele foi atendido na urgência, passou por um exame de ultrassonografia e agora está no Centro Cirúrgico", diz a nota. O incidente ocorre no dia seguinte à publicação pesquisa que confirmava a liderança do deputado na corrida presidencial sem o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e em meio a uma campanha tensa, que já tinha registrado gestos de agressão durante a caravana pré-eleitoral de Lula, em março.

Um dos filhos de Bolsonaro, Flávio, que é candidato ao Senado, disse em seu perfil no Twitter que "Infelizmente foi mais grave que esperávamos". "A perfuração atingiu parte do fígado, do pulmão e da alça do intestino. Perdeu muito sangue, chegou no hospital com pressão de 10/3, quase morto... Seu estado agora parece estabilizado. Orem, por favor!", publicou Flávio. Apoiador de Bolsonaro, o deputado Fernando Francischini (PSL-PR) publicou uma foto do candidato à presidência na mesa de cirurgia com a mensagem "O Capitão está vivo e passará para a história!". Ao EL PAÍS, Francischini disse que “está na cara que foi um crime político". "Como líder do nosso partido na Câmara, vou encaminhar um requerimento para a Polícia Federal investigar se havia mandante ou se esse militante de esquerda agiu sozinho. Ele já foi filiado ao PSOL e agiu da pior maneira possível”. Francischini não estava em Juiz de Fora nesta quinta-feira, mas está a caminho da cidade

O agressor foi identificado como Adélio Bispo de Oliveira, de 40 anos, e, de acordo com o Tribunal Superior Eleitoral (TSE), foi filiado ao PSOL de 2007 a 2014. Segundo a Polícia Federal, "o agressor foi preso em flagrante e conduzido para a Delegacia da PF naquele município". Foi instaurado inquérito policial para apurar as circunstâncias do fato. A Polícia Federal informou ainda que que Bolsonaro "contava com a escolta de policiais federais quando foi atingido por uma faca durante um ato público na cidade de Juiz de Fora/MG".

Veja o vídeo

Homem que atacou Bolsonaro alegou 'questões pessoais'

 

Camaçari Fatos e Fotos LTDA
Contato: (71) 3621-4310 | redacao@camacarifatosefotos.com.br, comercial@camacarifatosefotos.com.br
www.camacarifatosefotos.com.br