Galeria de fotos

Não perca!!

Rogaciano Medeiros

Willian Waack
Willian Waack

BIPOLARIDADE

Muito mais do que ocorreu em 2010 e agudizou em 2014, a eleição presidencial de 2018 será extremamente radicalizada. Com o agravante de que agora os golpistas detêm o controle total do Estado. Não apenas o Executivo, mas o Legislativo corrompido e, principalmente, o Judiciário, decisivo na consumação do golpe jurídico-parlamentar-midiático que depôs a presidenta eleita Dilma Rousseff e roubou a vontade popular. Será uma disputa feroz entre a democracia e o golpismo.

ESCRAVIDÃO

Uma boa leitura para buscar entender melhor como Willian Waack, figura poderosa na Globo, com forte influência na opinião pública, é capaz de uma atitude tão racista, ao ponto de  classificar como "coisa de preto" a conduta de um motorista, é o novo livro do professor Jessé de Souza. Em A elite do atraso – da escravidão à Lava Jato, ele mostra que o sistema escravagista nunca foi abolido no Brasil, como proclamado em 1888. Apenas tem mudado de roupagem, pois a forma como as elites continuam a excluir a imensa maioria, em nada difere da escravatura.

ILEGÍTIMO

O maior e principal argumento contra a reforma da Previdência é o fato de o governo não ter autoridade e muito menos legitimidade para promover mudanças tão impactantes para a sociedade. Não há justificativa para o aumento no tempo de contribuição e na idade mínima. O déficit, já está provado, é uma farsa. A contenção de despesas cai por terra diante dos mais de R$ 32 bilhões gastos com a compra de parlamentares para salvar o presidente Temer. O projeto é bem antipopular.

REPUBLICANISMO

A sociedade brasileira tem a obrigação de rejeitar a reforma da Previdência por diversos absurdos que o projeto contém e as contradições conjunturais. Não dá para aceitar mudanças no sistema previdenciário que tornam a aposentadoria praticamente impossível. A emenda atenta contra os princípios republicanos.

AVAL

A mudança no comando da Polícia Federal teria recebido a aprovação do ex-presidente José Sarney, em reunião na noite do dia 4 passado, sábado retrasado, no Palácio Jaburu, com Temer. O novo diretor geral da PF, Fernando Segóvia, era superintendente regional da instituição no Maranhão. A troca é mais um balde de água fria na Lava Jato.

____________________________________________

A coluna Pauta Livre, de autoria do jornalista Rogaciano Medeiros, é um espaço onde ele escreve suas análises sobre a situação política nacional, dentro de uma ótica questionadora através de um ponto de vista diferente dos tradicionais veículos de comunicação. Justamente para questionar a grande imprensa, que manipula a informação e coloca a versão que lhe é conveniente como se fosse a verdade absoluta.

Clique aqui e siga-nos no Facebook

 
Banner

Publicidade

Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner

Camaçari Fatos e Fotos LTDA
Contato: (71) 3621-4310 | redacao@camacarifatosefotos.com.br, comercial@camacarifatosefotos.com.br
www.camacarifatosefotos.com.br