Galeria de fotos

Não perca!!

Religião

Partes dos corpos foram encontradas em estradas de Lomba Grande nos dias 4 e 18 de setembro (Foto: Adriana Lima/GES-Especial)
Partes dos corpos foram encontradas em estradas de Lomba Grande nos dias 4 e 18 de setembro (Foto: Adriana Lima/GES-Especial)

Segundo a investigação da Policia Civil, o líder satânico foi consultado sobre a possibilidade de fazer um ritual para atrair prosperidade a uma família de Novo Hamburgo. O bruxo teria exigido duas crianças, de mesmo sangue, e R$ 25 mil reais à vista. O ritual macabro resultou no esquartejamento de dois irmãos: um menino, com idade entre 8 a 10 anos, e uma garota de 10 a 12 anos.

A Polícia informou que o DNA dos corpos não foi encontrado nos bancos genéticos do Brasil e também não há ocorrência de desaparecimento de irmãos no País com as características das vítimas. A principal suspeita é que as vítimas tenham sido sequestradas ou compradas na Argentina. Um dos satanistas que é argentino, e esta foragido, com prisão temporária decretada, teria sugerido as crianças. A investigação apurou que ele seria o encarregado de conseguir as crianças no País vizinho.

O líder satânico, o cliente e um parente foram presos no último dia 27, e continuam negando envolvimento na morte brutal das crianças. O argentino e mais dois são procurados, por terem participado do ritual.

O líder satânico preso é conhecido no meio. Dá palestras, tem clientes no exterior e já deu entrevistas a canais de televisão estrangeiros. O templo localizado em Morungava, Gravataí, em uma área de difícil acesso é frequentado por seguidores de todas as classes sociais.

O delegado Moacir Fermino Bernardo, que responde pela delegacia de homicídios comenta: “É recompensador desvendar um caso dessa gravidade, com derramamento de sangue de crianças inocentes. A vida humana não tem preço.”

“Com certeza não foi a primeira vez que cometeram esse tipo de atrocidade. Acreditamos que outras crianças e até adultos tenham sido vítimas desses sacrifícios. As estatísticas nos mostram que, no Brasil, não se tem notícias de 66% das pessoas desaparecidas.”

Clique aqui e siga-nos no Facebook

 

Enquete

Pena de morte no Brasil
 
Banner

Publicidade

Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner

Camaçari Fatos e Fotos LTDA
Contato: (71) 3621-4310 | redacao@camacarifatosefotos.com.br, comercial@camacarifatosefotos.com.br
www.camacarifatosefotos.com.br