Galeria de Fotos

Não perca!!

Banner

Religião

Fiéis acompanham procissão, fazem pedidos e agradecimentos para a padroeira da Bahia
Fiéis acompanham procissão, fazem pedidos e agradecimentos para a padroeira da Bahia

“Salve minha mãe. Salve minha mãezinha”. O pedido de Edenilton Santos, 61 anos, para salvar a mãe portadora de diabetes de 94  era para a Nossa Senhora da Conceição da Praia, padroeira da Bahia. Pedidos como o dele e agradecimentos de cerca de três mil fiéis, segundo estimativas da Polícia Militar, foram feitos na manhã de ontem, durante missa em homenagem à santa, na Cidade Baixa.

Nem a chuva  espantou os devotos que não arredaram o pé na espera pela procissão. Durante a missa campal, celebrada na frente da basílica que leva o nome da santa, o arcebispo de Salvador, dom Murilo Krieger, destacou os 40 anos de reconhecimento do título de padroeira pela Igreja. “Sinto emoção especial de participar de uma festa que tem a história de Salvador. São 40 anos de reconhecimento do título de padroeira que o povo já tinha consagrado. A Igreja disse ‘isso que o povo fez é belo e nós aprovamos’    ”, contou o arcebispo, referindo-se a mais antiga festa popular, realizada desde 1549.

Durante a missa, ele ainda pediu que fiéis retornassem para a igreja. O número de participantes foi menor do que em 2010, quando oito mil pessoas estiveram presentes. “Que os filhos que estão dispersos voltem para essa igreja que tem Jesus como cabeça e Maria como mãe”, acrescentou.

problemas Integrante da irmandade da Igreja de Nossa Senhora da Conceição da Praia, o irmão Antônio Barreto aproveitou a festa para falar dos problemas enfrentados com a estrutura física do templo. “Estamos com a nave, a parte do teto, estragada e corroída e o Iphan não permite que façamos reparos a não ser que tenha um projeto. É uma série de problemas que temos aqui”, reclamou irmão Antônio. Ele diz ainda que a fachada da igreja sofre com a degradação. “Fica tudo sujo. Cheio de fezes de pombos”.

Mesmo com os problemas apontados por irmão Antônio, os fiéis não deixaram de homenagear a padroeira da Bahia. “Vim pedir à santa para ajudar a minha mãe que está com a perna para ser amputada e resolver o problema da minha aposentadoria que está para sair”, contou o devoto Edenilton depois de orar no andor onde a imagem da santa estava.

A dona de casa Maria Helena Santos, 50, também foi até a igreja para agradecer as graças alcançadas. “Ela é minha mãezona.Vim agradecer uma graça espiritual muito grande que recebi. Sou do candomblé e na nossa nação ela representa Oxum. É a mãe criadora”, destacou a dona de casa que estava acompanhada dos dois netos de 3 e 6 anos.

Além de agradecer, ela pediu por mais segurança. “Estamos precisando de paz principalmente na nossa cidade que está muito violenta”, disse. Neste quesito, o pedido foi reforçado até pelo secretário da Segurança Pública, Maurício Barbosa, que também compareceu à celebração. “Sou devoto de Nossa Senhora e de São José. Vim pedir proteção a eles que fortalecem a gente e aos nossos policiais que estão na labuta diária”, destacou o secretário. E parece que pelo menos na festa as preces foram atendidas. Até as 12h de ontem, nenhuma ocorrência foi registrada e os arruaceiros não precisaram ficar nas celas que se assemelham a jaulas e foram montadas dentro de um posto da Polícia Civil, no local da festa.

 

 

Camaçari Fatos e Fotos LTDA
Contato: (71) 3621-4310 | redacao@camacarifatosefotos.com.br, comercial@camacarifatosefotos.com.br
www.camacarifatosefotos.com.br