Galeria de Fotos

Não perca!!

Banner

Política

Márcio Gerbatim foi ex-assessor do vereador Carlos Bolsonaro entre abril de 2008 e abril de 2010 (Foto: Reprodução)
Márcio Gerbatim foi ex-assessor do vereador Carlos Bolsonaro entre abril de 2008 e abril de 2010 (Foto: Reprodução)

A quebra de sigilo de extratos bancários revelou que o cabeleireiro Márcio Gerbatim sacou, mensalmente, todo o salário que recebeu como assessor do vereador Carlos Bolsonaro (Republicanos) na Câmara do Rio entre abril de 2008 e abril de 2010.

Márcio Gerbatim é ex-companheiro de Márcia Aguiar, atual mulher de Fabrício Queiroz. De acordo com O Globo, o inquérito apura um esquema de desvio de recursos no antigo gabinete do senador Flávio Bolsonaro (Republicanos) na Assembleia Legislativa do Rio (Alerj).

Os sigilos bancários de Flávio e ex-assessores foram quebrados por determinação da Justiça. A conta no Banco do Brasil que aparece na investigação foi usada pelo cabeleireiro para receber o salário como funcionário da Alerj.

Contudo, como o período da quebra do sigilo vai de 2007 a 2018, os extratos também mostraram sua movimentação bancária na época que foi assessor de Carlos Bolsonaro. O vereador é investigado em outro procedimento do Ministério Público do Rio de Janeiro (MP-RJ) sob suspeita de “rachadinha” e de ter nomeado funcionários fantasmas.

Entre maio de 2008 e maio de 2010, quando recebeu o último pagamento, Gerbatim obteve R$ 89.143,64 da Câmara de Vereadores. No mesmo período, o total de créditos na sua conta foi de R$ 93.422,91. Já as retiradas em dinheiro vivo totalizaram R$ 90.028,96, ainda segundo reportagem de O Globo.

Clique aqui e siga-nos no Facebook

 

Camaçari Fatos e Fotos LTDA
Contato: (71) 3621-4310 | redacao@camacarifatosefotos.com.br, comercial@camacarifatosefotos.com.br
www.camacarifatosefotos.com.br