Galeria de Fotos

Não perca!!

Banner

Política

Flávio Bolsonaro (Foto: Edilson Rodrigues | Agência Senado)
Flávio Bolsonaro (Foto: Edilson Rodrigues | Agência Senado)

A transação foi apontada pelo Ministério Público, em seu pedido de quebra de sigilo bancário

O policial civil Jorge Luis de Souza, que atuou como assessor parlamentar de Flávio Bolsonaro na Assembleia Legislativa do Rio (Alerj), fez um depósito de R$ 90 mil em espécie na conta de sua mãe, Nicelma Ferreira de Souza, em março de 2018. As informações são do Globo.

Nicelma afirma que não se lembra da transação e que não sabia que o filho trabalhou para Flávio Bolsonaro. A transação foi apontada pelo Ministério Público, em seu pedido de quebra de sigilo bancário, como um indício de que quantias desviadas do orçamento da Alerj eram distribuídas entre lideranças do gabinete de Flávio.

O Ministério Público apura indícios de formação de organização criminosa, com desvio de recursos públicos e lavagem de dinheiro, no gabinete de Flávio na Alerj.

Veja também:

Justiça autoriza quebra de sigilo bancário de Queiroz e Flávio Bolsonaro

Flávio Bolsonaro: investigação do MP é ilegal e tem de ser anulada

“Cadê Queiroz?”, questiona Lula em entrevista a jornais

Clique aqui e siga-nos no Facebook

 

Camaçari Fatos e Fotos LTDA
Contato: (71) 3621-4310 | redacao@camacarifatosefotos.com.br, comercial@camacarifatosefotos.com.br
www.camacarifatosefotos.com.br