Galeria de Fotos

Não perca!!

Política

Paulo Azi e Negromonte Jr também receberam doação da JBS
Paulo Azi e Negromonte Jr também receberam doação da JBS

Um levantamento feito pelo site Congresso em Foco, com base nas delações premiadas dos executivos da JBS, revela que 11 deputados federais baianos receberam doações da empresa para financiarem suas campanhas eleitorais. As doações foram feitas via contas de campanha, o que supostamente as legaliza. Contudo, de acordo com os delatores, até mesmo as doações oficiais feitas pela empresa eram pagamento de propina. Informação negada pelo envolvidos.

Veja o nome dos deputados federais baianos relacionados:

Paulo Azi (DEM) R$ 100 mil

Lúcio Vieira Lima (PMDB) R$ 200 mil

João Carlos Bacelar (PR) R$ 600 mil

Alice Portugal (PCdoB) R$ 520 mil

Benito Gama (PTB) R$ 284,7 mil

Cacá Leão (PP) R$ 650 mil

Daniel Almeida (PCdoB) R$ 600 mil

Davidson Magalhães (PCdoB) R$ 690 mil

João Carlos Bacelar (PR) R$ 600 mil

José Rocha (PR) R$ 300 mil

Roberto Brito (PP) R$ 1,1 milhão

Negromonte Jr. (PP) R$ 850 mil

O site Congresso em Foco manteve contato com as assessorias dos deputados por email. Destes, as assessorias da deputada Alice Portugal e Daniel Almeida responderam.

"A Deputada Federal Alice Portugal, líder do PCdoB na Câmara dos Deputados, sob a luz da legislação em vigor em 2014, recebeu doação de campanha, oriunda da Direção Nacional do PCdoB, feita para sua conta oficial de campanha. No recibo de doação veio grafada a fonte de captação legal, realizada por aquela direção nacional, junto à JBS. A doação da Direção Nacional foi realizada para todos os candidatos da legenda na Bahia e igual conduta adotada em relação a demais estados. As contas de campanha da Deputada foram devidamente analisadas e aprovadas pelo TRE-Bahia," afirma a assessoria da deputada.

Já a assessoria do deputado Daniel Almeida limitou-se a informar que, "os valores citados em lista de doações da JBS foram doados à direção nacional do partido e repassados para os candidatos do PCdoB de forma legal, com prestação de contas ao Tribunal Superior Eleitoral".

O que mais chama a atenção na lista é a salada de frutas de partidos políticos envolvidos. O que derruba por terra a tentativa midiática de polarizar a corrupção como sendo fruto de um único partido.

 

Clique aqui e siga-nos no Facebook

 

Camaçari Fatos e Fotos LTDA
Contato: (71) 3621-4310 | redacao@camacarifatosefotos.com.br, comercial@camacarifatosefotos.com.br
www.camacarifatosefotos.com.br