Galeria de Fotos

Não perca!!

Banner

Política

Jorge Solla (PT)
Jorge Solla (PT)

Apesar de o secretário municipal de Saúde, Gilberto José (PDT), já estar saindo de cena, dando lugar à possibilidade de uma maior proximidade entre a nova secretária Tatiana Paraíso e a gestão de Jorge Solla (PT), ecoou no Executivo estadual ontem as palavras dirigidas por ele ao secretário da equipe do governador Jaques Wagner.

Em entrevista à Tribuna, Gilberto José atribuiu às dificuldades com o Estado o principal obstáculo existente no setor no município.

Suas palavras esquentaram os ânimos entre o representante municipal e os defensores do governo. Os deputados na Assembleia Legislativa rebateram as críticas do pedetista e defenderam o trabalho de Solla. A reportagem procurou o secretário estadual, mas, segundo sua assessoria de comunicação, ele se recusa a responder as provocações de Gilberto José. 

O líder do governo no Legislativo estadual, Zé Neto (PT), em revide às considerações “negativas” de Gilberto José, disse que faltou ao gestor “sensatez, equilíbrio para dialogar e capacidade para, ao invés de reclamar, buscar apoio político”.

“Ele não sabe o que é rede de atenção básica e vale dizer que a alta complexidade é muito mal distribuída, pois acaba atendendo mais a interesses do que às necessidades do município, e aí está o caminho das pedras”, rebateu. As declarações de Gilberto José também foram criticadas pelo líder petista na Casa, Yulo Oiticica.

“Na verdade, ele deveria ter vergonha. Quer dizer, vale esse argumento de dizer eu sou incompetente por causa dos outros? É obvio que é importante a sintonia entre a gestão do município e do Estado, agora Salvador é a única capital que não tem saúde municipal. Tudo recai no Estado, no Hospital Geral. Infelizmente, a saúde municipal é uma vergonha”, disparou.

Questionado sobre influências dessa crise entre os poderes nas eleições, Yulo minimizou: “Tanto o secretário quanto o governador fazem intervenção. Não acredito que o prefeito (João Henrique) vai se engasgar com um mosquito desse, acrescentou.

O deputado Alan Sanches (PSD) que, recentemente, pediu sensibilidade a Gilberto José e ao prefeito João Henrique para que o impasse da paralisação do atendimento pelo SUS em mais de 200 clínicas de Salvador fosse solucionado, disse que é preciso acabar com a queda de braço entre o município e o Estado e se repensar a gestão de saúde em Salvador.

“Hoje a prefeitura já tem consciência de todas as dificuldades que enfrenta, de todos os desafios e, com certeza, sabe os caminhos para solução. Agora é torcer para que a nova secretária, Tatiana Paraíso, coloque em prática todos os conhecimentos que adquiriu ao longo desse período como subsecretária", ponderou.

 

 

Camaçari Fatos e Fotos LTDA
Contato: (71) 3621-4310 | redacao@camacarifatosefotos.com.br, comercial@camacarifatosefotos.com.br
www.camacarifatosefotos.com.br