Galeria de Fotos

Não perca!!

Banner

Política

Confiante, a parlamentar disse ao Camaçari Fatos e Fotos, na tarde desta terça-feira, 27 de março, na Assembleia Legislativa, que só teme a sessão cair por falta de quorum (Foto: Arquivo do CFF)
Confiante, a parlamentar disse ao Camaçari Fatos e Fotos, na tarde desta terça-feira, 27 de março, na Assembleia Legislativa, que só teme a sessão cair por falta de quorum (Foto: Arquivo do CFF)

“É hoje”! Exaltou a deputada Luiza Maia (PT), ao informar o resultado de sua pesquisa “boca de urna”, na qual indica já possuir 44 votos favoráveis à aprovação do polêmico, mas também aclamado PL Antibaixaria. Confiante, a parlamentar disse ao Camaçari Fatos e Fotos, na tarde desta terça-feira, 27 de março, na Assembleia Legislativa, que só teme a sessão cair por falta de quorum.

Neste momento, ocorre a sessão ordinária na qual é debatido o projeto de autoria de Luiza Maia e, logo após, ocorrerá a votação. Como é a única proposição na pauta de votação, é possível que a apreciação não dure tanto quanto a sessão da semana passada, que se encerrou já passava das 23h. “Minha boca de urna vai continuar até a hora da ordem do dia, para que possamos aprovar este projeto”, disse a parlamentar petista.

Maia agradeceu ao presidente do Legislativo, deputado Marcelo Nilo (PDT), por ter permitido que a bancada feminina “vestisse” o plenário da Casa com a cor lilás que, para ela, simboliza a luta das mulheres. De acordo com a deputada, é bem provável que o projeto seja aprovado e que isto significará uma vitória de todas as mulheres e homem que combatem todo tipo de desvalorização do gênero feminino.

“Já é crime xingar os negros, os homossexuais, por que não combater o desrespeito à mulher? Inclusive, está nas Constituições, federal e do estado, o respeito que deve ser dado as mulheres”, reforçou Luiza Maia.

Provocada, hipoteticamente, como ela ficaria caso o PL Antibaixaria não seja aprovado, ela brincou: “Aí eu choro...”! Mas, falando sério, afirmou que ficará feliz por saber que conseguiu levar o debate sobre a valorização da mulher ao cenário nacional.

Apoiadores

“Um hospital ou plano de saúde não patrocina uma festa com bebida alcoólica, um atleta não usa o patrocínio de uma marca de cigarros, para não sujarem suas imagens. Então, da mesma forma, o governo não pode patrocinar algo que vá de encontro com suas políticas públicas. Isso quer dizer que o projeto da deputada Luiza Maia não é censura. A música pode ser tocada, mas não com o dinheiro público”, ilustrou o deputado Capitão Tadeu (PSB).

O comunista Álvaro Gomes declarou que o voto da bancada do PCdoB será favorável ao projeto que proíbe o governo de contratar artistas, com dinheiro público estadual, que depreciem a mulher com suas músicas, incitem a violência contra a figura feminina ou façam apologia ao uso de drogas ou à homofobia.

“A mulher de verdade é aquela que não se curva à supremacia do machismo. Projetos como este, assinado pela deputada Luiza Maia, nos faz repensar a forma de agir com as mulheres”, defendeu o líder do PT na Assembleia, deputado Yulo Oiticica. A deputada Maria Luiza Láudano (PSD) também declarou apoio ao PL, assim como seu correligionário de partido, o deputado Alan Sanches.

Veja também: CFF - Líder do PT diz acreditar na aprovação do PL Antibaixaria nesta terça (27)

CFF - ALBA: Luta antibaixaria contra a mulher já é lei em Lauro de Freitas, diz Moema Gramacho

Saiba mais sobre: Política

 

Camaçari Fatos e Fotos LTDA
Contato: (71) 3621-4310 | redacao@camacarifatosefotos.com.br, comercial@camacarifatosefotos.com.br
www.camacarifatosefotos.com.br