Galeria de Fotos

Não perca!!

Banner

Política

Esse é um projeto importante, não podemos mais tolerar que o desrespeito às mulheres seja tratado como algo normal, diz Yulo (Foto: CFF/Carlos Eduardo Freitas)
Esse é um projeto importante, não podemos mais tolerar que o desrespeito às mulheres seja tratado como algo normal, diz Yulo (Foto: CFF/Carlos Eduardo Freitas)

“Não tenho dúvidas que aprovaremos este projeto”! A confiança do líder do PT na Assembleia Legislativa da Bahia (ALBA), deputado estadual Yulo Oiticica, quanto a votação do PL Antibaixaria, coaduna com o sentimento externado pela autora da proposição, a deputada Luiza Maia (PT). Para ela, “o clima na Assembleia Legislativa é positivo” pró-projeto.

Para o “comandante” da bancada petista no Legislativo estadual, o projeto será aprovado não só por ter seguido o rito legal da Casa, mas também pela relevância que tem ante a sociedade. “Vai ser aprovado [o PL], pois Esse é um projeto importante, não podemos mais tolerar que o desrespeito às mulheres seja tratado como algo normal. Precisamos quebrar paradigmas”, disse Yulo.

O parlamentar afirmou também que foram alinhadas as discussões no sentido de tirar as divergências do projeto, com o substitutivo apresentado pelo relator, o deputado João Bonfim (PDT), para que a proposição possa ser aprovada nesta terça-feira, 27 de março, no parlamento baiano.

Igualmente confiante, a deputada Luiza Maia também acredita que a Lei Antibaixaria, que proíbe o governo de contratar, com dinheiro público estadual, artistas que depreciam a mulher ou incentivam a violência contra o gênero feminino, será aprovado em plenário. O texto original recebeu emendas do relator e a sanção se estenderá a músicas que fazem apologia às drogas e estimulam a homofobia ou o preconceito racial.

“O próprio Carlos Geilson – [deputado] que fez o pedido de vistas para que o projeto não fosse apreciado semana passada - já me disse que votará pela aprovação”, afirmou Luiza Maia. Ela disse também que os movimentos de mulheres, artistas e representantes de entidades que são simpáticas ao projeto, como a OAB-Bahia, Ministério Público,  Defensoria Pública e o Núcleo de Estudos Interdisciplinares sobre a Mulher da UFBA (NEIM) se farão presentes na apreciação do projeto, a partir das 14h30, desta terça-feira.

Veja também: Oposicionista do PTN pede vistas e votação do PL Antibaixaria é adiada por 48 horas

Saiba mais sobre: Política

 

Camaçari Fatos e Fotos LTDA
Contato: (71) 3621-4310 | redacao@camacarifatosefotos.com.br, comercial@camacarifatosefotos.com.br
www.camacarifatosefotos.com.br