Galeria de Fotos

Não perca!!

Banner

Política

Sessão especial debateu o tema da Campanha da Fraternidade 2012, da igreja católica, “Fraternidade e a Saúde Pública” (Foto: CFF/Carlos Eduardo Freitas)
Sessão especial debateu o tema da Campanha da Fraternidade 2012, da igreja católica, “Fraternidade e a Saúde Pública” (Foto: CFF/Carlos Eduardo Freitas)

Uma discussão no Legislativo sobre a conjuntura da saúde pública na Bahia e no Brasil, pela ótica religiosa. Foi assim a sessão especial que debateu o tema da Campanha da Fraternidade 2012, da igreja católica, “Fraternidade e a Saúde Pública”. Assuntos como o fortalecimento na consolidação do Sistema Único de Saúde (SUS) e a forma de ampliar o serviço de saúde à população também foram tratados na sessão realizada nesta sexta-feira, na Assembleia Legislativa da Bahia (ALBA).

“Conclamar e sensibilizar a população são fundamentais para qualificar ainda mais o SUS, que é um sistema universal, em um país como o Brasil, com mais de 100 milhões de habitantes”, afirmou o deputado estadual Yulo Oiticica (PT), coordenador da Bancada Católica do parlamento baiano e proponente da sessão especial, reforçando que, após 31 anos, a Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), resgatou novamente o debate em defesa da saúde em uma Campanha da Fraternidade.

“Foram construídos, cinco hospitais, quase um por ano. Inauguradas 40 Unidades de Terapias Intensivas (UTI). Através do Programa da Mulher, foi iniciada a implantação da Rede Cegonha, sendo que a Bahia foi o primeiro estado a aderir à nova estratégia do Ministério da Saúde. Também houve um aumento das Unidades de Pronto Atendimento 24 horas, com cinco, e uma recentemente inaugurada do Subúrbio Ferroviário”, disse o parlamentar, fazendo um balanço da área de saúde na gestão do governador Jaques Wagner.

O secretário da Saúde do estado, Jorge Solla, presente no ato, defendeu que o SUS é referência para outros países e por meio dele tem o maior programa de imunização gratuito, além de um dos melhores sistemas de transplantes de órgãos. “Temos um programa que ainda precisa melhorar muito. É necessário garantir o direito à saúde, sobretudo, investir muito mais no segmento. Construímos 800 novos postos de saúde e o governo liberou R$ 130 milhões para reforma e ampliação dos postos”, reforçou.

“A igreja chama para que os cristãos e os governantes, no período da Quaresma, se unam e reflitam para contribuir para melhoria da saúde”, declarou Dom Gilson Andrade, bispo auxiliar da Arquidiocese de Salvador, que na ocasião representou o arcebispo de Salvador e primaz do Brasil, Dom Murilo krieger. Para ele, é necessário melhorar a saúde da população, o cuidado com os doentes e incentivar a prática de hábitos de vida saudável.

Deputado estadual Yulo Oiticica (PT), coordenador da Bancada Católica do parlamento baiano e proponente da sessão especial (Foto: CFF/Carlos Eduardo Freitas)
Deputado estadual Yulo Oiticica (PT), coordenador da Bancada Católica do parlamento baiano e proponente da sessão especial (Foto: CFF/Carlos Eduardo Freitas)

 

Camaçari Fatos e Fotos LTDA
Contato: (71) 3621-4310 | redacao@camacarifatosefotos.com.br, comercial@camacarifatosefotos.com.br
www.camacarifatosefotos.com.br