Galeria de Fotos

Não perca!!

Banner

Política

Apesar de a oposição ter protelado a apreciação e criticado arduamente a matéria, a proposição foi aprovada por unanimidade (Foto: CFF/Carlos Eduardo Freitas)
Apesar de a oposição ter protelado a apreciação e criticado arduamente a matéria, a proposição foi aprovada por unanimidade (Foto: CFF/Carlos Eduardo Freitas)

No mínimo estranho! A sessão para votação do projeto de lei do Executivo estadual, que prevê o pagamento das Gratificações por Atividade Policial (GAPs) 4 e 5 e reajuste de 6,5% para os policiais militares e servidores estaduais, iniciada na tarde da terça-feira, 06 de março, na Assembleia Legislativa da Bahia (ALBA), varou a madrugada desta quarta-feira (07), e, apesar de a oposição ter protelado a apreciação e criticado arduamente a matéria, a proposição foi aprovada por unanimidade.

A bancada de oposição “esperneou”, chegou a ameaçar tentar obstruir a votação, mas acabou votando a favor do projeto do governo, mesmo sem o acréscimo das emendas sugeridas. O texto da matéria recebeu como modificação apenas um inciso que trata do modo de avaliação dos beneficiados pelas gratificações. O líder da bancada contrária ao PL, o deputado Paulo Azi (DEM), recomendou que sua bancada votasse pela aprovação: "Vamos votar a favor, apesar de acharmos o texto muito ruim".

Os governistas foram orientados pelo líder deputado Zé Neto (PT) a votarem a favor, o que já era de praxe. O curioso mesmo foi quando os 12 destaques que tinham o objetivo de mudar o texto principal do projeto de lei, que estenderiam as GAPs para militares aposentados e pensionistas, oriundas dos deputados e ex-PMs Capitão Tadeu e Pastor Sargento Isidório, ambos do PSB, foram colocados em votação. Mesmo com a recomendação do líder governista para que sua bancada votasse contra os destaques, o deputado Capitão Tadeu votou a favor – como fez a oposição.

Os projetos agora, após aprovação no plenário do Legislativo, seguem para sanção do governador Jaques Wagner. Após sancionado pelo chefe do Executivo estadual, o reajuste será pago retroativo a 1º de janeiro deste ano. Já o pagamento da GAP 4 começará em novembro próximo e a GAP 5 em novembro de 2014. Os valores serão corrigidos até abril de 2015.

Veja também: CFF - Votação da GAP para a PM: oposição ameaça obstruir pauta; governistas tentam aprovação

Saiba mais sobre: Política

 

Camaçari Fatos e Fotos LTDA
Contato: (71) 3621-4310 | redacao@camacarifatosefotos.com.br, comercial@camacarifatosefotos.com.br
www.camacarifatosefotos.com.br