Galeria de Fotos

Não perca!!

Policial

PM foi pego de surpresa por dois bandidos que estavam na loja (Foto: Reprodução)
PM foi pego de surpresa por dois bandidos que estavam na loja (Foto: Reprodução)

Soldado tentou impedir assalto, foi morto e teve arma roubada; 'Eles vão pagar por isso', diz coronel

Um vídeo gravado por câmera de vigilância do Shopping da Gente, na Avenida ACM, mostra a ação criminosa que termina com uma troca de tiros e a morte do policial militar Tiago Ribeiro Simões, no final da manhã desta terça-feira (29).

No início do vídeo, o soldado, que não estava em serviço, aparece circulando por uma área próxima às lojas e, logo em seguida, os suspeitos, que tentariam assaltar uma joalheira no local. Várias pessoas circulam pela área que fica próxima a um caixa eletrônico e a lojas de roupas.

Ao perceber a movimentação suspeita próxima à joalheria, Tiago se aproxima de um dos suspeitos, que imediatamente puxa a arma da cintura. Ambos atiram, mas Tiago, que era lotado na 58ª Companhia Independente da PM (CIPM/Cosme de Farias), acaba morto pelo segundo suspeito do crime, que estava dentro da joalheria.

É este segundo bandido que estava dentro da joalheria quem se aproxima do policial, já caído após ser baleado, e dá pelo menos mais um tiro e em seguida rouba a arma do PM, que tinha quatro anos de corporação.

Segundo o coronel PM Xavier Filho, além dos dois homens que aparecem nas imagens, outros dois faziam a cobertura do crime.

“Pelas imagens, observamos que são quatro bandidos que saíram num Chevrolet Cruze Branco, placa 7010. Não sabemos se é clonado ou não", comentou o coronel, que explica o motivo do PM ter feito a abordagem aos bandidos.

"Ele (Tiago) foi acionado por lojistas porque pessoas suspeitas estavam no local e quando ele foi abordar, ele foi pego de surpresa por dois bandidos que estavam na loja. Ele estava de folga e os familiares dele têm loja aqui no shopping. Ele foi acionado por ser policial e o ponto de apoio é sempre policial, independente de ele estar de folga ou não", comentou.

O coronel também citou as imagens das câmeras de segurança, que devem ajudar a identificar os criminosos.

"Eles vão pagar por isso, não vão ficar impunes. Não chegaram a assaltar a joalheria. Na hora que o policial foi fazer a abordagem, eles atiraram, mataram o policial e saíram correndo. O crime foi com as armas dos bandidos e os criminosos levaram a arma da vítima”, concluiu.

Vídeo

Clique aqui e siga-nos no Facebook

 

Camaçari Fatos e Fotos LTDA
Contato: (71) 3621-4310 | redacao@camacarifatosefotos.com.br, comercial@camacarifatosefotos.com.br
www.camacarifatosefotos.com.br