Galeria de Fotos

Não perca!!

Policial

Áudios divulgados nas redes sociais foram compartilhados por moradores de Mariana, na Região Central de Minas Gerais. Guarda Municipal chegou a dois estudantes que estavam com facas. Eles afirmam que estavam sendo ameaçados
Áudios divulgados nas redes sociais foram compartilhados por moradores de Mariana, na Região Central de Minas Gerais. Guarda Municipal chegou a dois estudantes que estavam com facas. Eles afirmam que estavam sendo ameaçados

Áudios de um suposto ataque que aconteceria em uma escola de Mariana, na Região Central de Minas Gerais, provocou pânico a moradores da cidade. Nas mensagens, que circularam nas redes sociais, pessoas não identificadas informaram que estudantes iriam agredir pessoas dentro de uma instituição de ensino. A Guarda Municipal recebeu uma denúncia anônima e os agentes conseguiram apreender dois adolescentes dentro de uma escola, armados com facas. Os garotos afirmaram que estavam com os objetos para se protegerem, pois estavam sendo ameaçados.

 

O massacre em Suzano, no interior de São Paulo, ainda está nas memórias dos brasileiros. Com a circulação dos áudios nessa quarta-feira, com informações de um suposto ataque, provocou pânico entre moradores. “As mensagens causaram um alvoroço grande. Pessoas não identificadas falaram que os meninos fariam um ataque na escola”, explicou o Valério do Carmo de Freitas, da assessoria de imprensa da Guarda Municipal de Mariana.

Durante a tarde de quarta-feira, os guardas receberam uma denúncia anônima indicando que dois adolescentes estariam armados dentro de uma escola da cidade. “O grupamento de ronda escolar já tem um vínculo do dia a dia com as escolas devido aos trabalhos educativos. As equipes foram verificar. Os agentes conversaram com a diretora, explicaram a situação e pediram para os adolescentes serem retirados de sala, de forma discreta”, afirmou Freitas.

Os estudantes, de 14 anos, foram levados para uma sala com os pertences pessoais. Lá, passaram por buscas pessoais. “Os guardas encontraram uma faca e um canivete com eles”, comentou Freitas. Os pais dos alunos foram chamados e eles encaminhados para a delegacia de plantão de Ouro Preto, onde foram ouvidos por um delegado.

De acordo com Valério Freitas, os garotos alegaram que iriam se defender. “Não falaram nada sobre ataques. Disseram, apenas, que estavam sendo ameaçados. As investigações vão ficar por conta da Polícia Civil”, finalizou.

Veja também:

Justiça apreende menor suspeito de ajudar em crime de Suzano

Vídeo mostra desespero de alunos após tiros em escola em Suzano

Clique aqui e siga-nos no Facebook

 

Camaçari Fatos e Fotos LTDA
Contato: (71) 3621-4310 | redacao@camacarifatosefotos.com.br, comercial@camacarifatosefotos.com.br
www.camacarifatosefotos.com.br