Galeria de Fotos

Não perca!!

Policial

Suspeito estava andando descalço quando foi preso
Suspeito estava andando descalço quando foi preso

Uma mulher encontrou sua mãe, de 92 anos, caída no chão, espancada e com sinais de estupro, quando foi visitá-la neste domingo, no município Nobres (MT), a 124 quilômetros de Cuiabá. Maria Barbosa dos Santos chegou a ser socorrida e levada, em estado grave, para o Hospital e Maternidade Laura de Vicuna, mas morreu na manhã desta segunda-feira.

Na delegacia da cidade, uma testemunha relatou que o suspeito, identificado como Alexandro Antunes de Oliveira da Silva, de 29 anos, tinha feito um trabalho de pintura na casa da vítima havia poucos dias. Segundo informações de agentes da Polícia Civil, ele não demonstrou qualquer arrependimento, mostrando-se uma pessoa bastante fria.

A Polícia Militar foi acionada para atender a ocorrência e, na casa da vítima, no bairro Jardim Paraná, encontrou o chinelo do suspeito. Durante diligências nas proximidades, localizaram o suspeito, que estava descalço.

Segundo a Polícia Judiciária Civil de Mato Grosso, os chinelos apreendidos serviram nos pés dele. Além disso, o homem estava usando uma tornozeleira eletrônica quando foi detido. Ele já possui passagens pela polícia por furto e roubo. Alexandro responderá pelos crimes de estupro e homicídio.

Veja também:

‘Ela vestia três roupas para dormir, tinha medo’, diz estudante sobre avó de 101 anos estuprada pelo genro

Mulher é morta pelo namorado horas após registrar queixa contra ele; mãe da vítima também foi esfaqueada

Estudante morre após ser abusada pelo cunhado e queimada pelo namorado

Carro quebra e motorista cadeirante estuprador é preso após oração de vítima

Grupo feminino realiza Caminhada da Paz pela Vida das Mulheres, nesta sexta-feira (08), em Camaçari

Mulher é encontrada nua, com sinais de estupro e estrangulamento em estrada do ES

Mulheres e adolescente são estupradas após oferta falsa de emprego no OLX em Salvador

Jovem procura mulher que teria espalhado boatos sobre ela e é morta a facadas

Elis Cristina - Camaçariense é morta com nove tiros em São Paulo

Mais de 500 mulheres são agredidas por hora no Brasil, revela pesquisa

Câmara cria comissão externa sobre violência contra as mulheres

Clique aqui e siga-nos no Facebook

 

Camaçari Fatos e Fotos LTDA
Contato: (71) 3621-4310 | redacao@camacarifatosefotos.com.br, comercial@camacarifatosefotos.com.br
www.camacarifatosefotos.com.br