Galeria de Fotos

Não perca!!

Policial

Laudo foi divulgado pelo (DPT) ao ser preso, Celso negou o abuso sexual (Foto: Divulgação)
Laudo foi divulgado pelo (DPT) ao ser preso, Celso negou o abuso sexual (Foto: Divulgação)

O garoto Walter de Jesus Santos, 7 anos, encontrado enterrado em um quintal, no dia 23, em Salinas da Margaridas (a 73 km de Salvador), foi de fato, estuprado pelo seu padrasto Celso Pereira Bispo, 42, antes de morrer. A conclusão é do Departamento de Polícia Técnica (DPT), em laudo divulgado na tarde desta quinta-feira, 31.

Ao ser preso, Celso chegou a confessar a morte e a ocultação do cadáver da criança, porém, ele negou o abuso sexual. O homem afirmou ainda que havia matado Walter, porque a mãe do menino, sua companheira, havia falado em separação.

Em coletiva realizada no prédio da Polícia Civil, na última terça-feira, 29, ele voltou a confessar o assassinato e negou repetidas vezes a informação de estupro.

“Sabíamos dos indícios, mas precisávamos do laudo do DPT para indiciá-lo também por estupro de vulnerável, além de homicídio qualificado e ocultação de cadáver”, explicou o titular da Delegacia Territorial (DT) de Salinas da Margarida, delegado Artur Guimarães.

Clique aqui e siga-nos no Facebook

 

Camaçari Fatos e Fotos LTDA
Contato: (71) 3621-4310 | redacao@camacarifatosefotos.com.br, comercial@camacarifatosefotos.com.br
www.camacarifatosefotos.com.br