Galeria de fotos

Não perca!!

Policial

Em uma das mensagens uma voz de mulher afirma que ‘um carro com quatro palhaços parou na porta da casa e pegou uma menina de 5 anos (Foto: Reprodução)
Em uma das mensagens uma voz de mulher afirma que ‘um carro com quatro palhaços parou na porta da casa e pegou uma menina de 5 anos (Foto: Reprodução)

Uma mulher chegou a registrar uma queixa falsa na delegacia de Plataforma

Desde o início desta semana estão surgindo áudios em grupos de WhatsApp informando que crianças estão sendo sequestradas em Salvador. As mensagens de voz as quais o CORREIO teve acesso relatam supostos sequestros de crianças nos bairros de Marechal Rondon, Cabula, Cajazeiras, Periperi, São Marcos e Brotas.

Em uma das mensagens uma voz de mulher afirma que ‘um carro com quatro palhaços parou na porta da casa e pegou uma menina de 5 anos filha de uma mulher chamada Vera que é vizinha de uma amiga’. O áudio afirma que o fato teria acontecido no bairro de Brotas. Contudo, segundo informações na 6ª Delegacia (Brotas), não há nenhum fato registrado nesse sentido.

Outra mensagem que circulou pelo aplicativo de mensagens mostra, inclusive, a fotografia de uma menina que supostamente havia sido sequestrada no bairro de São Marcos. “Gostaria de avisar que uma criança foi sequestrada tem 20 minutos aqui na comunidade (...) Quem tem seus filhos não deixe sair de casa. O carro pegou a criança e botou no carro preto e levou. A mãe está lá na 10ª [Delegacia, Pau da Lima]”, diz a mulher no áudio.

A 10ª Delegacia, por sua vez, não fez nenhum registro. Segundo a Secretaria da Segurança Pública da Bahia (SSP-BA), o áudio é uma fake news - nome dado às notícias falsas.

Outra notícia falsa refere-se a uma tentativa de sequestro de uma criança de três anos no bairro de Plataforma. As mensagens repassadas nos grupos incluíam além de um suposto relato da mãe imagens de um boletim de ocorrência que foi feito na 29ª Delegacia (Plataforma).

Nesse caso, uma mulher chegou, segundo a polícia, a ir na delegacia e registrar uma ocorrência que foi investigada pela delegacia. Contudo, após a apuração do fato, de acordo com a polícia, foi constatado que mulher sofre que problemas mentais e inventou a história.

Em depoimento, a mulher disse que na última quarta-feira (26)  um carro de cor vermelha e vidro fumê e uma moto teriam se aproximado dela, que estaria com uma criança. O motociclista, por sua vez, teria mostrado uma arma na cintura e gritado: “passa, passa, passa”.

A mulher teria mostrado o celular e entregue o aparelho ao suposto ladrão. Contudo, segundo o relato dela, o homem queria na verdade roubar a criança e teria começado a puxá-la, mas ela teria conseguido impedir o roubo da criança. O fato, contudo, é mentira de acordo com a polícia. 

Questionada sobre o assunto, a Secretaria da Segurança Pública da Bahia (SSP-BA) informou, em nota enviada ao CORREIO nesta sexta-feira (28), que não existe caso registrado ou indício de sequestro de crianças. “A SSP-BA explica ainda que o fato comunicado, na Delegacia de Plataforma, após apuração inicial, é inverídico”.

(Foto: Reprodução)
(Foto: Reprodução)

Clique aqui e siga-nos no Facebook

 

Enquete

Nesse 2º turno, qual seu candidato para presidente?
 
Banner

Publicidade

Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner

Camaçari Fatos e Fotos LTDA
Contato: (71) 3621-4310 | redacao@camacarifatosefotos.com.br, comercial@camacarifatosefotos.com.br
www.camacarifatosefotos.com.br