Galeria de fotos

Não perca!!

Policial

Policial militar foi preso em flagrante roubando no Imbuí; ele é um dos acusado de matar o jovem Geovane. (Foto do leitor).
Policial militar foi preso em flagrante roubando no Imbuí; ele é um dos acusado de matar o jovem Geovane. (Foto do leitor).

O cabo da Polícia Militar Jesimiel da Silva Resende, 42, envolvido no caso Geovane, foi preso em flagrante na tarde desta sexta-feira (6) roubando transeuntes no Imbuí. Segundo a PM, uma guarnição foi acionada via Cicom para verificar uma ocorrência de um homem baleado na Rua João José Rescala. Quando a guarnição chegou, um policial militar em um "veículo oficial" relatou que havia flagrado o cabo assaltando três pessoas e o prendeu. Jesimiel teria reagido à prisão e acabou sendo baleado na perna esquerda.

 

Porém, na ocorrência registrada no Hospital Geral do Estado (HGE) - para onde o PM foi levado pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) - consta que o fato se tratou de um roubo tentado e que a vítima foi encontrada em via pública com ferimento de tiro na coxa esquerda. A ocorrência foi registrada por volta das 13h. Jesimiel está custodiado no Hospital, onde passa por cirurgia.

Com o militar, a PM apreendeu três aparelhos celulares pertencentes às vítimas; um revólver calibre 38, além de uma motocicleta com placa clonada e R$ 300. As vítimas e o policial que efetuou a prisão foram encaminhadas para a 9ª Delegacia, na Boca do Rio. Jesemiel é lotado na 98ª CIPM (Ipirá).

Desaparecimento de Geovane

Geovane Mascarenhas Santana, 22 anos, foi visto pela última vez com vida no dia 2 agosto de 2014, durante uma abordagem realizada por policiais da Rondesp no bairro da Calçada. O corpo de Geovane foi encontrado carbonizado e degolado no Parque São Bartolomeu, no dia 3 de agosto. Já a cabeça e as mãos foram encontradas em Campinas de Pirajá, no dia 4.

A prisão dos policiais envolvidos no caso aconteceu no dia 15 de agosto, dois dias depois de o CORREIO publicar uma reportagem mostrando o vídeo em que Geovane é colocado no porta-malas de uma viatura da Rondesp/BTS. As imagens foram conseguidas pelo pai de Geovane, Jurandy Silva Santana, que investigou por conta própria o desaparecimento do filho.

 

Camaçari Fatos e Fotos LTDA
Contato: (71) 3621-4310 | redacao@camacarifatosefotos.com.br, comercial@camacarifatosefotos.com.br
www.camacarifatosefotos.com.br