Galeria de Fotos

Não perca!!

Banner

Internacional

A ação mirava um comandante da milícia iraquiana pró-Irã Hashd al-Shaabi (Foto: Reprodução)
A ação mirava um comandante da milícia iraquiana pró-Irã Hashd al-Shaabi (Foto: Reprodução)

Em comunicado, as Forças de Mobilização Popular dizem que vítimas são médicos ligado à organização

Um novo ataque aéreo na madrugada deste sábado (4) deixou seis mortos em Bagdá, capital do Iraque. A ação mirava um comandante da milícia iraquiana pró-Irã Hashd al-Shaabi, que faz parte de um grupo de milícias xiitas iraquianas apoiadas pelo Irã.

Segundo a agência Reuters, uma fonte do exército do Iraque afirmou que o ataque aconteceu na estrada de Taji, ao Norte da capital do Iraque. A informação não foi confirmada pelo exército iraquiano, que nega um novo atentado.

Ainda de acordo com a agência, além de seis mortos, o ataque deixou outras três pessoas gravemente feridas. A TV estatal iraquiana atribuiu o ataque aos Estados Unidos, mas não citou o nome da milícia e evitou comentar maiores detalhes do caso.

Segundo a Reuters, a fonte informou também que dois de três veículos que eram parte de um comboio foram encontrados queimados, e que foram encontrados três corpos. Os ataques teriam ocorrido à 1h12, no horário local.

Os mortos ainda não foram identificados, segundo a agência Associated Press, que também confirmou a existência do atentado, mas cita cinco mortes.

O ataque aéreo aos dois carros ocorre um dia após a morte do general Qassem Soleimani, que gerou uma grande tensão entre Estados Unidos e Irã.

Em comunicado divulgado nesta sexta (sábado no Iraque), as Forças de Mobilização Popular também confirmam o ataque aéreo. Acrescentam ainda que, apesar do alvo serem seus milicianos, as vítimas são médicos ligado à organização.

"Fontes iniciais confirmam que o ataque mirou um comboio de médicos das Forças de Mobilização Popular próximo ao estádio de Taji, em Bagdá", diz o texto. O grupo afirma que nenhum de seus líderes foi morto no ataque.

Com a tensão entre os países, os Estados Unidos decidiram enviar quase 3 mil soldados adicionais para o Oriente Médio, como medida de precaução.

Veja também:

Estados Unidos enviam 3 mil soldados ao Oriente Médio

Quem é Qasem Soleimani, o general iraniano morto em ataque aéreo dos EUA em Bagdá

Após ataque dos EUA no Iraque, 3ª Guerra Mundial vira assunto mais comentado

Bombardeio ordenado por Trump mata principal general iraniano; Irã promete 'retaliação

Ataque de Trump ao Irã vai impactar no preço do combustível, afirma Bolsonaro

China, Rússia e França fazem alerta após ataque dos EUA matar militar do Irã

SERVIÇO:

Esgoto entupido? Chame a Metropolitana Desentupidora

Clique aqui e siga-nos no Facebook

 

Camaçari Fatos e Fotos LTDA
Contato: (71) 3621-4310 | redacao@camacarifatosefotos.com.br, comercial@camacarifatosefotos.com.br
www.camacarifatosefotos.com.br