Galeria de fotos

Não perca!!

Cidade

Projeto do BA 51: empreendimento tem potencial de investimento de até R$ 350 milhões (Foto: Divulgação)
Projeto do BA 51: empreendimento tem potencial de investimento de até R$ 350 milhões (Foto: Divulgação)

Um condomínio industrial e logístico de quase 230 mil metros quadrados de área locável será construído no Polo Industrial de Camaçari, em um terreno no bairro Copec, na Área Industrial Leste, próximo à planta da Ford.

Com potencial de investimento de até R$ 350 milhões, o BA 51 Condomínio Logístico e Industrial está na fase de terraplanagem e é fruto de parceria entre as empresas paulistas Etoile Desenvolvimento Imobiliário e Prospecta Negócios Imobiliários.

Os investidores administram o condomínio e constroem os locais necessários para a instalação de médias e grandes empresas, além das áreas comuns.

O faturamento é através do aluguel da área e condomínio pago pelos usuários.

"Se uma empresa precisa de uma instalação rápida, ela está previamente aprovada, só falta fazer a construção do galpão. Já tem terraplanagem, já há aprovações", afirma o diretor do BA 51, Roberto de Abreu Pereira.

Até o momento, R$ 40 milhões já foram investidos no projeto. A terraplanagem tem previsão de ser concluída em janeiro.

Dentro da área total do terreno, de 390 mil metros quadrados, há 227 mil de área locável, que estarão divididos em quatro blocos, que variam entre 18 mil e 90 mil metros quadrados.

A proposta inicial é que as áreas sejam alugadas por R$ 18 por metro quadrado, com o pagamento de condomínio de até R$ 3 por metro quadrado.

O menor módulo possível é um galpão de aproximadamente 6 mil metros quadrados, com pátio de espera com 72 vagas para caminhões e estacionamentos com 164 vagas para veículos.

Estrutura

Também previstos nos projetos estão a construção de áreas comuns com restaurante, cozinha industrial, salas de reunião, auditório, vestiários, apoio, administração, portaria, apoio ao motorista, segurança 24h e combate a incêndio.

"Com esse volume do projeto, o que acontece é que as empresas têm redução de custos, o condomínio fica mais eficiente e menos caro", afirma Pereira.

Depois de amanhã, os empresários apresentam o empreendimento para o mercado, em evento no restaurante Amado, em Salvador, às 16h30. A ideia é prospectar empresas interessadas em se instalar no espaço.

Uma infraestrutura que facilite a instalação de novas empresas pode atrair novos investimentos para o estado, acredita o diretor do BA 51, Roberto de Abreu Pereira.

O empresário compara o Polo de Camaçari ao Complexo Industrial Portuário de Suape, em Pernambuco, que já possuiu empreendimentos deste tipo.

"O Polo de Camaçari é muito maior do que o Suape mas carece de empreendimentos especulativos em andamento. Identificamos através de pesquisa que havia apenas 6% em infraestrutura de logística industrial instalada no estado. Sair na frente vai ajudar a trazer empregos e investimentos para o estado e o município", diz.

Em todo o projeto, a previsão é de geração de mais de 2,4 mil empregos. Segundo Pereira, os setores de energia eólica, automobilístico, logística e o setor de plástico são clientes em potencial.

"Nós precisamos ver o interesse do mercado para não sair construindo sem ter quem ocupar. A ideia não é construir, é deixar previsto um embrião para atrair clientes", disse.

Caso nenhum cliente seja fechado, os empresários têm planos de construir um "embrião" - um galpão como amostra do produto, com mais um investimento de R$ 15 milhões a R$ 25 milhões.

Este tipo de condomínio industrial e logístico já é utilizado em outros estados.

"O Brasil tem cerca de 10 milhões de metros quadrados de condomínios logístico, a Bahia tem 156 mil metros quadrados. Com esses números vimos que teríamos um mercado promissor na Bahia", afirma Pereira.

Clique aqui e siga-nos no Facebook.

 

Camaçari Fatos e Fotos LTDA
Contato: (71) 3621-4310 | redacao@camacarifatosefotos.com.br, comercial@camacarifatosefotos.com.br
www.camacarifatosefotos.com.br