Galeria de Fotos

Não perca!!

Opinião

Antonio Franco Nogueira, ministrou a palestra “Superação e Empreendedorismo” (foto/ Marcelo Franco)
Antonio Franco Nogueira, ministrou a palestra “Superação e Empreendedorismo” (foto/ Marcelo Franco)

Usando como exemplo a própria história de vida, o diretor do Camaçari Fatos e Fotos, Antonio Franco Nogueira, 50 anos, ministrou a palestra “Superação e Empreendedorismo”, abrindo o ciclo vespertino de palestras da Semana Global do Empreendedorismo (SGE), nesta quinta, 24 de novembro.

A palestra foi um convite da Secretaria de Saúde, através do programa Humaniza SUS, em uma ação conjunta com a SGE, que teve o objetivo de motivar portadores de necessidades especiais, além de divulgar, através do estande montado na feira, os serviços oferecidos pelo projeto.

Franco “conversou” – como ele mesmo falou – com membros de entidades e projetos, como Pestalozzi, APAE, Cuidar, UDEC (União dos Deficientes de Camaçari), Mulher Cidadã, além do Humaniza SUS. “Não é uma palestra, é uma falação, um depoimento”, declarou.

Apresentação

A coordenadora do Humaniza SUS, Valentina Batista, apresentou a palestra falando sobre a importância da iniciativa e explicando o projeto. Também participaram da apresentação o representante da UDEC, Jailson, que destacou o papel da família e de amigos na vida do cadeirante, e Lidia, mãe de Davi, também portador de necessidades especiais. Ela, que é auxiliar de massoterapia, formada pelo projeto Mulher Cidadã, da Secretaria de Ação Social, disse que voltou a estudar por incentivo de uma das terapeutas do filho e que este era um sonho adormecido: “Por amor a meu filho, meu sonho ficou para trás”.

Humaniza SUS

O projeto Humaniza SUS é uma ação da Secretaria de Saúde e proporciona a articulação intersetorial com as Secretarias do Esporte e da Mulher e com entidades como a Pestalozzi, APAE e UDEC, com o objetivo de consolidar a política nacional de humanização. A parceria com a SGE começou no ano passado.

Superação e Empreendedorismo

“A Fé em Deus me trouxe até aqui”. Com essas palavras Antonio Franco Nogueira, que comemorou, no último dia 15, 13 anos do acidente que o deixou deficiente, abriu a palestra. Ele explicou que a comemoração é por conta da segunda chance de vida que Deus lhe deu.

A palestra, segundo disse, tem a proposta de mostrar que todo mundo é capaz de fazer muito mais do que acha que é capaz. Mas para ele ninguém se supera se não for capaz de se adaptar: “O aleijado tem que ter a mente aberta para aproveitar novas oportunidades”, disse, ironizando o termo politicamente correto para definir um cadeirante.

Franco mostrou fotos de momentos de sua vida, inclusive da casa, bem simples, que ele morou durante toda a infância e fez uma comparação mostrando a casa confortavel, toda adaptada, recém-construída onde ele mora hoje e da qual se orgulha de ter feito. “Eu vou conseguir, eu vou conseguir”, repetia para si mesmo na frente do espelho. Contou, ao falar que a perseverança o fez vencer. E sugerindo que todos assim o façam.

Empreendedor, Franco falou também da importância de se usar os erros para construir acertos; ressaltou ainda a importância de dividir as ideias com os familiares, de ter boa conduta e ética, além de citar a importância de não reclamar da vida, mas de se partir, resiliente, para suas conquistas usando o que se tem à mão. O diretor do CFF, discontraindo a platéia com a forma de falar, falou também de se estar sempre atento às oportunidades mesmo que não se identifique com elas.Para encerrar, o palestrante deixou, para que cada um dos participantes lêsse, a frase: “Se ele pode, eu também posso” e recebeu do presidente da Câmara de Dirigentes Lojistas de Camaçari (CDL), Pedro Failla, um troféu entregue a todos os palestrantes que participarão do evento.

Sorteio

Ao fim da palestra, Franco, muito aplaudido, presenteou com dois computadores - instrumento que, segundo disse, realavancou sua vida depois do acidente que o tornou tetrplégico -, duas cadeirantes presentes na platéia. Um deles por sorteio. A ganhadora foi a estudante Nadia Souza de Araújo, de 13 anos, que disse ter ficado muito feliz com o prêmio, pois agora vai poder conversar pela internet com as amigas, além de ajudá-la nas pesquisas escolares.

Outro computador foi entregue pelo palestrante a Antenildes Souza dos Santos, conhecida como Tal. Também cadeirante, ela contou que é amiga de Franco e que em um encontro que tiveram recentemente, ele a questionou se ele já tinha computador. A mesma o informou que o benefício que ela recebe do governo mal dá para suprir todos os gastos, logo ainda não pode comprar. Sensibilizado, Franco prometeu e na oportunidade entregou a Tal o computador que, segundo ela, vai ajudá-la a se atualizar, visto que já tem muito tempo que se formou, além de adquirir ainda mais conhecimento.

Também participou da apresentação o representante da UDEC, Jailson (foto/CFF/Marcelo Franco)
Também participou da apresentação o representante da UDEC, Jailson (foto/CFF/Marcelo Franco)

Antonio Franco: “A Fé em Deus me trouxe até aqui” (foto/CFF/Marcelo Franco)
Antonio Franco: “A Fé em Deus me trouxe até aqui” (foto/CFF/Marcelo Franco)

Ao fim da palestra, Franco sorteou computadores entre os cadeirantes presentes na platéia (foto/CFF/Marcelo Franco)
Ao fim da palestra, Franco sorteou computadores entre os cadeirantes presentes na platéia (foto/CFF/Marcelo Franco)

 

Camaçari Fatos e Fotos LTDA
Contato: (71) 3621-4310 | redacao@camacarifatosefotos.com.br, comercial@camacarifatosefotos.com.br
www.camacarifatosefotos.com.br