Galeria de fotos

Não perca!!

Opinião
Em: 25/12/11 - 10:22

CFF - Veja onde você se encaixa. O assunto é o bom, ou mau caráter

O bom e o mau-caráter (Imagem Ilustrativa)

Olha só, não estou me cabendo. Estava aqui pensando em escrever sobre alguma coisa, alguma mensagem - não relacionada ao natal, para dar uma variada do trivial da época e até porque Carlos Eduardo já escreveu sobre -, mas algo tocante do ponto de vista do novo. Queria agraciar o leitor e leitora do CFF com algo que tocasse seu íntimo.

Leia mais...
 
Em: 25/12/11 - 08:15

CFF - O verdadeiro Natal: o CFF homenageia o verdadeiro sentido da data e felicita seus leitores e leitoras

E ainda é tempo, mães, pais, de ensinar aos filhos o valor desta data, o real sentido desta festa (Ilustrativa/ Google)

“O amor nasceu em meio ao frio de uma noite. Sem um lugar para ficar... Desaconchego sim. Palhas para deitar e ao seu redor os animais que ali moravam, mesmo sendo Rei, pobre se fez, só por amor...”. Então, é Natal! Mas, está cada vez mais esquisito o sentido desta data. Dificilmente as crianças desta “nova geração” sabem o real sentido natalino. Papai Noel,

Leia mais...
 
Em: 19/12/11 - 17:05

CFF - Editorial – Uma torturadora de cães transvestida de enfermeira põe em cheque a legitimidade de que o homem é um ser racional

Animal chega a ser arremessado para o alto e preso dentro de um balde

Um ser que tem a frieza e crueldade de torturar um pobre cãozinho até a morte, na frente de uma criança de apenas dois anos, merece ser chamado de humano?! Não! Quem viu o vídeo amador que mostra a sessão de brutalidade de uma mãe, enfermeira, mulher (que por essência, são características sinônimas de carinho e cuidado), contra um pequeno cão da raça Yorkshire, em Goiás,  certamente teve o mesmo sentimento de revolta, repugnância e raiva. A coisa é tão dura que internautas de todos os cantos do país, nas redes sociais, blogs, sites, fizeram verdadeiras campanhas contra os maustratos a animais e, pior, de ódio à agressora, uma enfermeira de 22 anos.

Leia mais...
 
Em: 19/12/11 - 16:46

CFF - Editorial - Zé de Elísio desmentido no ar sobre apoio do PMDB; e insinuação de que beneficiados com o bolsa família sejam “mendigos”

Zé de Elísio, vereador e pré-candidato à sucessão municipal de 2012 pelo PP (foto/CFF/Marcelo Franco)

 

Rajada no pé! Tiro é pouco para a onda de declarações tresloucadas que o presidente da Câmara Municipal de Camaçari, vereador Zé de Elísio, vem fazendo nos últimos dias. Pré-candidato à sucessão municipal de 2012 pelo PP, o vereador, em entrevista ao radialista Roque Santos, na Rádio Sucesso, disse que contaria com o apoio do PMDB, para sua campanha. Consultado pelo radialista, o presidente estadual da legenda, deputado federal Lucio Vieira Lima, desmentiu a informação, ao vivo, por telefone, na mesma rádio.

Leia mais...
 
Em: 17/12/11 - 10:39

CFF - Editorial - Caso atípico ou covardia? Como entender o proceder de alguns policiais?

É preocupante o número de casos envolvendo abordagens truculentas de policiais ou de crimes cometidos por estes, no exercício ou não de suas funções (Imagem Ilustrativa)

Casos atípicos?! Essa, geralmente, é a justificativa dada pelos oficiais comandantes da polícia, toda vez que um policial militar, ou civil, comete uma brutalidade, um crime, contra a população. Caso atípico ou covardia exacerbada, ou, para ser mais enfático, “prevaricação com uso da força”? Já que, na maioria das vezes, o “título” de autoridade policial faz de homens desequilibrados verdadeiros algozes da sociedade, basta que eles tenham em seu poder uma arma de fogo, uma farda ou a certeza do corporativismo e impunidade. É preocupante o número de casos envolvendo abordagens truculentas de policiais ou de crimes cometidos por estes, no exercício ou não de suas funções – que, em tese, seria de proteger a sociedade!

Leia mais...
 
Em: 17/12/11 - 10:37

CFF - Editorial - Os bancos podem evitar muitas das “saidinhas bancárias, mas por quê não o fazem”?

Ir ao banco, sacar ou depositar, altas quantias em dinheiro, virou uma aventura, arriscada, perigosa e tensa, á altura de filmes de ação (Imagem Ilustrativa)

Ir ao banco, sacar ou depositar, altas quantias em dinheiro, virou uma aventura, arriscada, perigosa e tensa, á altura de filmes de ação. Primeiro, o cidadão, completamente inseguro e desprotegido, tem que pensar uma estratégia, quase que mágica, a la “Mister M”, para esconder, disfarçar a quantia sacada, pois os bancos, que outrora serviam para proteger nosso dinheiro, hoje serve de ponto de partida para que bandidos possam agir, e, com isso, infelizmente, deu origem ao moderno crime intitulado de “saidinha bancária”.

Leia mais...
 


Página 65 de 68
Banner

Publicidade

Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner

Camaçari Fatos e Fotos LTDA
Contato: (71) 3621-4310 | redacao@camacarifatosefotos.com.br, comercial@camacarifatosefotos.com.br
www.camacarifatosefotos.com.br