Galeria de Fotos

Não perca!!

Banner

Nacional

A previsão é de que a estatal tenha 100% do capital ofertado em um único leilão (Foto: Reprodução)
A previsão é de que a estatal tenha 100% do capital ofertado em um único leilão (Foto: Reprodução)

O governo federal definiu nesta semana o modelo de privatização dos Correios. De acordo com proposta do Ministério da Economia, a previsão é de que a estatal tenha 100% do capital ofertado em um único leilão.

A informação foi confirmada pelo secretário especial de Desestatização, Desinvestimento e Mercados do Ministério da Economia, Diogo Mac Cord.

O modelo de privatização dos Correios difere do que foi feito na venda da Eletrobrás, que foi baseado em operações no mercado de capitais. Com a venda, a Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel) dará lugar a Agência Nacional de Comunicações (Anacom), que passará a regular os serviços postais.

"A empresa vai pegar o Brasil inteiro. A gente chegou a avaliar fatiar por região, mas entendemos que para garantir a universalização é preciso ter o subsídio cruzado dentro da própria empresa", disse Mac Cord ao jornal O Globo.

De acordo com dados do Banco Nacional de Desenvolvimento (BNDES), o Correios possui um passivo de R$ 13 bilhões e um ativo de R$ 14 bilhões. O governo ainda não chegou a um valor previsto para a venda da estatal, o que deve ser feito antes da publicação do edital, previsto para dezembro.

A votação para aprovação do projeto na Câmara dos Deputados foi marcada para a próxima semana pelo presidente da Casa, Arthur Lira (PP-AL).

Clique aqui e siga-nos no Facebook

 

Camaçari Fatos e Fotos LTDA
Contato: (71) 3621-4310 | redacao@camacarifatosefotos.com.br, comercial@camacarifatosefotos.com.br
www.camacarifatosefotos.com.br