Galeria de Fotos

Não perca!!

Banner

Nacional

O ex-presidente do CNPq, João Luiz Filgueiras de Azevedo (Foto: Roberto Hilário | CNPQ)
O ex-presidente do CNPq, João Luiz Filgueiras de Azevedo (Foto: Roberto Hilário | CNPQ)

Azevedo estava à frente do CNPq desde fevereiro do ano passado. Ele vinha combatendo o esvaziamento do órgão promovido pelo governo

O presidente Jair Bolsonaro demitiu, nesta sexta-feira 17, o presidente do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, João Luiz Filgueiras de Azevedo. A decisão, que foi publicada no Diário Oficial da União, não foi avisada com antecedência ao ex-chefe da pasta.

No seu lugar foi nomeado o atual presidente da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais, Evaldo Vilela.

O CNPq é ligado ao Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, pasta comandada pelo ministro Marcos Pontes. O órgão é responsável pelo fomento da produção científica no país, com financiamento a projetos e a pesquisadores. Até o ano passado, o CNPq pagava 84 mil bolsas.

Azevedo vinha combatendo o esvaziamento do órgão promovido pelo governo. No ano passado, o governo só conseguiu recursos para o pagamento das bolsas no fim do ano, e o montante destinado à compra de equipamentos, por exemplo, teve forte redução.

Também no Diário Oficial da União desta sexta foi publicada a nomeação da nova secretária de Educação Básica do Ministério da Educação, Ilona Becskeházy.

Veja também:

Mandetta deixa Ministério da Saúde sob aplausos

Em meio à crise do coronavírus, Mandetta anuncia em rede social que foi demitido por Bolsonaro

Mandetta não aceita demissão de secretário: 'Vamos trabalhar juntos até sairmos juntos'

Troca no Ministério da Saúde 'deve ser hoje, mais tardar amanhã', diz Mandetta

Considerado braço direito de Mandetta, secretário pede demissão

Mandetta já avisou à equipe que vai ser exonerado, diz jornal

Bolsonaro começa avaliar nomes para substituir ministro da Saúde

Bolsonaro quer forçar Mandetta a pedir demissão após ministro perder apoio entre militares

Brasileiro não sabe se escuta ministro ou presidente, diz Mandetta

Mandetta diz que permanecerá em ministério e volta a defender isolamento: “Vamos continuar”

Clique aqui e siga-nos no Facebook

 

Camaçari Fatos e Fotos LTDA
Contato: (71) 3621-4310 | redacao@camacarifatosefotos.com.br, comercial@camacarifatosefotos.com.br
www.camacarifatosefotos.com.br