Galeria de fotos

Não perca!!

Nacional

Jogador Neymar Jr. (Foto: Reprodução)
Jogador Neymar Jr. (Foto: Reprodução)

Ao “Jornal Nacional", um dos advogados, José Edgard da Cunha Bueno Filho, afirmou que foi contra qualquer “medida bombástica"

Uma guerra de versões foi aberta no caso em que Neymar é acusado de estupro. O “Jornal Nacional” (TV Globo), revelou ontem que o primeiro escritório de advocacia contratado pela denunciante rescindiu o contrato com ela por conta de uma diferença sobre a queixa que fariam contra Neymar.

Segundo o escritório Fernandes e Abreu Advogados, que representou a mulher num encontro com o pai e os advogados de Neymar, a mulher primeiro teria afirmado que foi consensual a relação sexual num encontro em Paris, em 15 de maio, mas que teria havido uma agressão – pela qual os advogados teriam concordado em denunciar o jogador.

Depois, porém, a vítima decidiu apresentar queixa por estupro. O escritório decidiu rescindir o contrato com a moça, e apresentou o documento de rescisão ao “Jornal Nacional”.

“A relação mantida com Neymar Jr. foi consensual, mas que durante o ato ele havia se tornado uma pessoa violenta, agredindo-a, sendo esse o fato típico central (agressão) pelo qual ele deveria ser responsabilizado cível e criminalmente”, diz o documento.

Ao “Jornal Nacional", um dos advogados, José Edgard da Cunha Bueno Filho, afirmou que foi contra qualquer “medida bombástica".

No documento, o escritório afirma que se encontrou com o pai e dois advogados de Neymar na última quarta-feira. Ali, afirma-se que “foi rechaçada qualquer possibilidade de acordo extrajudicial na esfera cível por parte dos representantes de Neymar Jr., que menosprezaram o ocorrido.”

Relatório médico


A mulher que denunciou Neymar por estupro é representada hoje pela advogada Yasmin Pastore Abdala, que divulgou o relatório médico feito no dia 21 de maio, uma semana depois da agressão em Paris. Nesse laudo, o especialista em aparelho digestivo Luiz Eduardo Rossi Campedelli reporta dor estomacal após episódio de estresse emocional, hematomas e arranhaduras. Ela estava “chorosa”. Campedelli confirmou a autoria, em que ele diagnostica síndrome dispética, transtorno ansioso depressivo e traumatismos superficiais.

Ao “Jornal Nacional", Yasmin mostrou uma troca de mensagens entre a sua cliente e o advogado José Edgar Bueno Filho, da Fernandes e Abreu. Ali, a vítima afirma:

“Por que a gente não joga logo na mídia para acabar com a carreira desse pipoqueiro de vez? Ele me espancou e me estuprou.”

E José Edgar responde:


“Calma. Isso logo depois de apresentarmos a denúncia.”

“Eu tô com raiva, Zé. Eu devia ter matado ele quando tive chance”, responde ela.

“Não vai ficar impune. Mas você tem que saber que uma briga dessas demora.”


José Edgar confirmou que as mensagens são dele e que, depois de se encontrar com os representantes de Neymar, ainda tentou convencer a vítima a não divulgar um vídeo que teria sido feito no segundo encontro do casal, no dia 16 de maio. O vídeo não foi revelado ainda.

Em entrevista à Band, o pai de Neymar, Neymar Silva Santos, confirmou o encontro com os advogados da mulher e disse que se tratava de tentativa de extorsão.

Disse que o jogador, ao entrar no quarto de hotel, percebeu que havia um celular filmando-o e decidiu sair. A moça então teria agredido Neymar, que teria pedido que não fizesse escândalo e depois emitiu a passagem de volta dela para o Brasil.

Veja também:

'Seleção está acima de todos', diz Tite sobre caso Neymar

Família de jovem que acusou Neymar de estupro se diz surpresa com caso e denúncia

Após acusação de estupro, Neymar publica vídeo e se defende

Clique aqui e siga-nos no Facebook

 

Camaçari Fatos e Fotos LTDA
Contato: (71) 3621-4310 | redacao@camacarifatosefotos.com.br, comercial@camacarifatosefotos.com.br
www.camacarifatosefotos.com.br