Galeria de Fotos

Não perca!!

Banner

Nacional

A Caixa Econômica Federal vai ofertar na segunda-feira (22), das 12h30 às 12h45,  100 mil certificados de Potencial Adicional de Construção (Cepacs) da operação urbana Porto Maravilha com valor inicial de R$ 115 milhões e preço unitário mínimo de R$ 1.150. Os Cepacs são títulos mobiliários, regulados pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM), que permitem a construção de edifícios mais altos do que os limites atuais permitidos pela legislação.

A oferta será realizada por meio de sistema eletrônico de negociação da BM&F Bovespa. O leilão é aberto a qualquer tipo de investidor, sem restrições específicas. A CVM divulgou documentos sobre o Leilão de Oferta Pública de Distribuição Secundária de Cepacs.

Será o primeiro leilão desde 13 de junho de 2011, quando o Fundo de Investimento Imobiliário Porto Maravilha (Fiipm), administrado pela Caixa, arrematou de uma só vez cerca de 6,44 milhões de títulos mobiliários em lote único, pelo valor de R$ 3,5 bilhões. Os recursos dos certificados estão revitalizando a região portuária da cidade do Rio de Janeiro.

"Até hoje, a Caixa negociou certificados diretamente com investidores, como sócia ou por meio de permuta nos futuros empreendimentos. Agora se inicia de fato a criação de um mercado secundário de venda dos Cepacs, o que deve estimular novos negócios imobiliários, de todos as dimensões, distribuídos pela região portuária", explicou Sergio Lopes, diretor de Administração e Finanças da Companhia de Desenvolvimento Urbano da Região do Porto do Rio de Janeiro (Cdurp).

O consórcio é responsável pela segunda etapa e prestação de serviços para a região durante 15 anos. A segunda fase inclui demolição de parte do Elevado da Perimetral, uma das principais vias expressas da cidade, a construção de 4 quilômetros de túnel, redes de infraestrutura, entre outras ações.

As obras para a construção do túnel que vai substituir parte da Perimetral e que ligará a zona portuária ao Aeroporto Santo Dumont, começaram nesta manhã. O túnel terá 3,4 mil metros de extensão e a previsão é que esteja concluído em 2015.

Os Cepacs são resultado da maior parceria público-privada do país, no valor de R$ 7,6 bilhões, firmada em novembro de 2010 entre a prefeitura e o Consórcio Porto Novo, para o início das obras da segunda fase do projeto Porto Maravilha. As informações são da Agência Brasil.

 

 

Camaçari Fatos e Fotos LTDA
Contato: (71) 3621-4310 | redacao@camacarifatosefotos.com.br, comercial@camacarifatosefotos.com.br
www.camacarifatosefotos.com.br