Galeria de fotos

Não perca!!

Internacional

O Estado Islâmico assumiu autoria do ataque (Foto: Reprodução)
O Estado Islâmico assumiu autoria do ataque (Foto: Reprodução)

Pelo menos 31 pessoas morreram em um atentado terrorista em Cabul, capital do Afeganistão, neste domingo (22). O ataque, cometido por um homem-bomba em um centro de registro de eleitores, foi reivindicado pelo Estado Islâmico (EI).

O grupo terrorista assumiu o atentado em um comunicado divulgado pelo aplicativo de mensagens Telegram. No texto, cuja autenticidade ainda não pôde ser confirmada pelas autoridades oficiais do país, o EI divulgou que o suicida era Qari Omar al Bishauri, a quem chamam de ‘mártir’. Ele detonou um colete explosivo.

Em sua agência de notícias, a Aamaq, o EI também assumiu a responsabilidade. O grupo terrorista declarou que o atentado tinha, como alvo, "apóstatas" xiitas. O número de mortos pode ser maior – o próprio EI fala em mais de 40 mortos.

De acordo com o porta-voz do Ministério Público da Saúde do Afeganistão, Wahid Majro, outras 54 pessoas ficaram. Já o chefe de polícia de Cabul, general Daud Amin, revelou que o suicida atacou civis que estavam reunidos para receber cartões de identificação nacionais.

As vias que levam ao local da explosão foram bloqueadas pela polícia – somente ambulâncias têm acesso ao local. O atentado aconteceu em meio à expectativa das eleições parlamentares do Afeganistão, previstas para serem realizadas em outubro deste ano.

Na semana passada, três policiais responsáveis pela guarda do recenseamento eleitoral em duas províncias afegãs também foram mortos em ataques.

 

Camaçari Fatos e Fotos LTDA
Contato: (71) 3621-4310 | redacao@camacarifatosefotos.com.br, comercial@camacarifatosefotos.com.br
www.camacarifatosefotos.com.br