Galeria de Fotos

Não perca!!

Banner

Internacional

Funcionários invadiram casa do empresário após sindicalista ser morto durante greve

Funcionários de uma fábrica de cerâmica assassinaram seu patrão a golpes de canos de ferro após uma disputa salarial na Índia, segundo reportagem publicada neste fim de semana no site da revista americana Forbes.

De acordo com a Forbes, os trabalhadores resolveram se vingar do presidente da Regency Ceramics, K. C. Chandrashekhar, após o líder sindical do grupo, M. Murali Mohan, ser morto durante uma manifestação por melhores salários na sexta-feira (27) em Yanam, na costa leste da Índia.

Murali teria organizado, na quinta-feira (26), um protesto por melhores salários e pela recontratação de funcionários demitidos pela fábrica. A polícia foi chamada para dispersar a manifestação, e Murali demitido ainda na quinta-feira.

No entanto, segundo a mídia local, o líder sindical voltou ao local na manhã da sexta-feira, onde os trabalhadores entraram em confronto com a polícia. De acordo com o jornal The Times of India, cerca de 20 funcionários ficaram feridos, e Murali morreu no caminho do hospital.

Segundo o Times of India, os trabalhadores revoltados invadiram a casa do presidente da fábrica, K. C. Chandrashekhar, e o espancaram até a morte por causa do incidente. Eles também protestaram em frente a uma delegacia de polícia da cidade, pedindo a prisão dos policiais envolvidos na morte do líder sindical e ateando fogo a diversos carros, disseram as autoridades locais.

Segundo a Forbes, um toque de recolher foi imposto pela polícia de Yanam após a morte do empresário. Oito funcionários da fábrica de cerâmica ficaram feridos durante os protestos, e duas pessoas estão em estado grave. Mais de 100 manifestantes foram presos.

Ainda de acordo com a revista, os trabalhadores da Regency entraram em greve no dia 1º de janeiro, mas a fábrica conseguiu uma ordem de restrição para impedir que os funcionários chegassem perto da fábrica. No entanto, desde a morte do líder sindical, mais de 50 carros da empresa, incluindo vans e ônibus, foram destruídos. Além disso, os trabalhadores teriam saqueado a fábrica.

 

 

Camaçari Fatos e Fotos LTDA
Contato: (71) 3621-4310 | redacao@camacarifatosefotos.com.br, comercial@camacarifatosefotos.com.br
www.camacarifatosefotos.com.br