Galeria de Fotos

Não perca!!

Banner

Eventos

Rei Momo Leo Boy será o governante da cidade da folia até a terça-feira (foto/Claudionor Júnior / Agência A TARDE)
Rei Momo Leo Boy será o governante da cidade da folia até a terça-feira (foto/Claudionor Júnior / Agência A TARDE)

A partir desta quinta, 16, até a próxima terça-feira, dia 21, Salvador passa a ser administrada oficialmente por Leandro França dos Santos, 29 anos, conhecido popularmente como Léo Boy, o Rei Momo da cidade. Às 17h30, na Praça Municipal, o prefeito João Henrique entrega a chave da cidade para o comandante do Carnaval e é dada a largada para o início da maratona da folia, que este ano faz uma homenagem ao centenário do escritor Jorge Amado.

Para os seis dias de festa são esperadas 2 milhões de pessoas (500 mil turistas nacionais e internacionais), na capital baiana, que terão à sua disposição  25 km de avenidas e a participação de 223 blocos e 48 camarotes com os sons dos mais variados ritmos, indo do arrocha ao rock and roll. “Vai ser um reinado de muita alegria e tranquilidade. Podem esperar. Vou espalhar cultura por todos os lados”, diz o Rei Momo, Léo Boy sobre sua gestão.

Desfiles - Logo após a entrega da chave, o Rei Momo segue para o circuito Dodô (Barra/Ondina) e  começam os desfiles dos blocos. Netinho será o primeiro artista a se apresentar puxando o trio do dono da festa. Em seguida, vem o bloco Baby Léguas, com a banda Ed City e depois Cocobambu com Asa de Águia e  o Nana Banana com a Timbalada.
No Campo Grande, a primeira atração que vai agitar os foliões é o Trio Skol Folia com a banda Chiclete com Banana, que desfilará sem cordas, às 19h30. “Queremos levar alegria para as ruas desta cidade. Queremos um Carnaval de paz e muita música”, afirma Bell Marques.

Ao chegar na Praça Castro Alves acontecerá o encontro do Chiclete com a banda Oito7Nove4, onde Bell Marques subirá no trio dos filhos Rafa e Pipo Marques para continuar o percusso. “Será um prazer imenso relembrar o último encontro de trios que participamos na Praça Castro Alves, há 12 anos, com Moraes Moreira, Armandinho e os Novos Baianos. Foi inesquecível e, este ano, será novamente. A emoção de tocar com a Oito7Nove4, a banda dos meus filhos, será indescritível, eu tenho certeza”, afirma.

Após a apresentação de Bell Marques e sua trupe do Chiclete com Banana,  tem o início do já tradicional desfile dos blocos de samba, com Alerta Geral, que traz o sambista carioca Arlindo Cruz,  Pagode Total com a banda É o Tchan e o bloco da capoeira capiteneado por Tonho Matéria que traz o tema “A História que Mamãe Contou”.

Homenagens - São 14 alas que prestam homenagens ao maracatu, ao Sítio do Pica Pau Amarelo e às festas de largo. “O Carnaval é uma festa do povo, é uma manifestação popular, assim como a capoeira, que está presente em 160 países e movimenta o turismo na Bahia o ano inteiro”, destaca o cantor. Nesse dia também desfilará o único bloco afro da noite, o Bankoma, que traz o tema “Tembwa Ye Ndenge” (O Tempo e a Criança), destacando a importância do ensinamento dos mais velhos para o conhecimento dos mais novos. “Quem não sabe de onde veio dificilmente sabe pra onde vai, por isso o conhecimento ancestral não pode ser postergado”, diz Eliana Santos, coordenadora pedagógica do bloco. As indumentárias coloridas lembram as brincadeiras tradicionais infantis e buscam resgatar a alegria das crianças.

No Carnaval nos bairros a festa só começa no sábado, dia 18. Periperi, Liberdade, Cajazeiras, Itapuã, Plataforma e Pau da Lima são as localidades contempladas com o projeto promovido pela Saltur.

Veja também: Chiclete sem corda abre hoje a folia; foliões dão dicas para ir atrás

Saiba mais sobre: Eventos

 

Camaçari Fatos e Fotos LTDA
Contato: (71) 3621-4310 | redacao@camacarifatosefotos.com.br, comercial@camacarifatosefotos.com.br
www.camacarifatosefotos.com.br