Galeria de fotos

Não perca!!

Esportes

A derrota no primeiro clássico Ba-Vi do ano ainda pode irritar alguns torcedores ou tirar o sono de outros mas, no Bahia, isso é passado. Agora, o tricolor só tem cabeça para pensar em uma coisa. Ou  melhor, um time: Fluminense de Feira.

No domingo (16), o time do técnico Guto Ferreira já duela com o Touro do Sertão pelo jogo de ida das semifinais do Campeonato Baiano. A partida será às 16h, no Joia da Princesa, em Feira de Santana.

O lateral-direito Eduardo já adianta: vai ser guerra. “O fato de ter perdido o Ba-Vi não quer dizer nada, porque foi um jogo muito difícil. O Fluminense vai nos trazer muitos problemas. Temos que estar focados, dispostos, porque vai ser uma guerra. É a primeira final do campeonato, digamos assim. Temos que ter inteligência para ter um bom resultado”, avalia o atleta, que não quer nem cogitar a hipótese de ver o tricolor vacilar novamente contra o Flu.

Para quem tem memória curta, as duas equipes se enfrentaram pela primeira fase do estadual no dia 22 de fevereiro, também em Feira. Na época, o time do interior perdia por 1x0 quando teve um jogador expulso e, mesmo com um a menos, arrancou o empate. Para evitar surpresa, Guto assistirá a vídeos sobre o adversário junto com o elenco, como faz habitualmente.

“Vamos ver vídeos, analisar. Cada jogo é um jogo, mas adianto que são situações diferentes. Um jogo como o de agora, que é matar ou morrer, é diferente do que jogamos na primeira fase, no meio do campeonato. Eles também vão estudar nosso ponto forte para tentar neutralizar. Hoje, estamos muito mais fortes, mais concentrados”, alerta.

Mudanças
O time que terá a responsabilidade de dar o primeiro passo em direção à final, terá poucas mudanças em relação ao clássico. Na zaga, Lucas Fonseca entra no lugar de Tiago, que foi expulso e cumpre suspensão.

O time segue com os desfalques do volante Edson, que ainda se recupera de dor no calcanhar e segue sendo substituído por Renê Júnior, além do zagueiro Jackson, que ainda não tem condição de jogo. Éder continua como titular.

Apesar das perdas, Eduardo acredita que o Bahia não será prejudicado. “Jackson já vinha nos desfalcando. Éder tem dado conta. Edson também, mas o Renê também tem se saído muito bem, até por já ter sido titular. É triste ver um companheiro sem poder jogar, mas na prática, não muda muita coisa, porque eles estão bem”, ameniza.

A equipe deve ser formada por Anderson, Eduardo, Lucas Fonseca, Éder e Armero; Renê Júnior, Juninho e Régis; Allione, Edigar Junio e Hernane.

A boa notícia é que o goleiro Jean, que voltou a treinar com bola na terça-feira, segue em ritmo intenso para retornar ao time. Ele, que ficou internado após sofrer uma amigdalite associada à virose e perdeu 5kg, se dedica aos treinos de forma intensa.

O arqueiro vai ao Fazendão pela manhã, para trabalhar a parte física na academia e, pela tarde, trabalha a parte técnica com a supervisão do preparador Thiago Mehl.

 

 

Camaçari Fatos e Fotos LTDA
Contato: (71) 3621-4310 | redacao@camacarifatosefotos.com.br, comercial@camacarifatosefotos.com.br
www.camacarifatosefotos.com.br