Galeria de Fotos

Não perca!!

Esportes

Jogadores do Vitória não acreditam na virada sofrida em cinco minutos no Barradão (Eduardo Martins | Ag. A Tarde)
Jogadores do Vitória não acreditam na virada sofrida em cinco minutos no Barradão (Eduardo Martins | Ag. A Tarde)

Um apagão do Vitória no fim do jogo fez o time ir do céu ao inferno em pouco menos de cinco minutos, ao deixar o São Caetano virar a partida, vencendo o Leão em pleno Barradão por 2 a 1 na tarde deste sábado, 19, pela penúltima rodada da Série B.

O rubro-negro baiano saiu na frente aos 12 minutos do primeiro tempo, com um gol do zagueiro Jean. Com a combinação de resultados, este placar dava ao Vitória a quarta colocação na tabela.

Mas, os gols de Geovane, aos 43 minutos, e Antônio Flávio, aos 48 minutos, deixaram o Leão na sexta posição, com 57 pontos. Náutico e Ponte Preta conseguiram garantir mateticamente a classificação, com 63 e 62 pontos, respectivamente.

Disputam com o Vitória a quarta vaga para a Série A em 2012 o Sport (que assumiu o quarto lugar, com 58 pontos), Bragantino (5º lugar, 58 pontos), Boa (7º lugar, 56 pontos) e Americana (8º lugar, 56 pontos).

O rubro-negro baiano precisa torcer para que Sport e Bragantino não vençam suas partidas, além de derrotar o ASA, que ainda tem riscos de rebaixamento, em Arapiraca, no sábado, 26, às 17 horas.

Já o São Caetano, treinado pelo técnico Márcio Araújo, deixou a zona de rebaixamento e assumiu a 16ª posição, com 46 pontos, um a frente do Icasa. Agora, a equipe do ABC paulista joga por uma simples vitória em casa contra o Criciúma.

Primeira etapa - Apoiado pela torcida e precisando dos três pontos, o Vitória começou o jogo partindo para o ataque e com maior domínio do jogo.

E o Leão foi recompensado pela postura ofensiva logo aos 12 minutos. Após cruzamento de Xuxa, Fernandinho tocou de cabeça e Fábio Santos chutou para o gol. Dentro da pequena área, o zagueiro Jean, que comemorou 32 anos na véspera da partida, só precisou desviar para inaugurar o placar.

O Vitória poderia ter ido para o segundo tempo com uma vantagem mais folgada, caso o juiz Célio Amorim, de Santa Catarina, não tivesse anulado um gol legal de Xuxa aos 17 minutos, após rebote do goleiro Luiz.

Mesmo com o placar adverso, o goleiro do São Caetano se destacou na primeira etapa, especialmente pela bela defesa na cabeçada de Fábio Santos no ângulo, aos 44 minutos.

A equipe paulista pouco assustou o goleiro Douglas. A jogada mais perigosa aconteceu aos 41 minutos, quando após cobrança de falta, Domingos marcou, em posição de impedimento, bem anulado pelo juiz.

Apagão – Como o resultado mantinha o São Caetano na zona de rebaixamento, o técnico Márcio Araújo trocou o volante Révson pelo meia Souza, para deixar o time do ABC paulista mais ofensivo.

Mesmo mais cauteloso para evitar o empate do São Caetano, o Vitória teve uma grande chance para aumentar o placar logo aos seis minutos. Geovanni cruzou, Fábio Santos não chegou na bola, mas ela sobrou na área para Xuxa. O meia chutou e forçou Luiz a fazer uma grande defesa, evitando o segundo gol rubro-negro.

Aos 19 minutos, Xuxa perdeu outra boa chance, em um rápido contra-ataque do Vitória. A jogada fez com que a torcida perdesse a paciência de vez com o jogador, que acabou susbtituído poucos minutos depois por Felipe.

E o que era um jogo fácil para o Vitória começou a ganhar ares dramáticos. Aos 25 minutos, Domingos desviou de cabeça e Douglas fez uma difícil defesa.

Sem ter mais nada a perder na partida, Márcio Araújo colocou Kléber e Ricardo Xavier nos lugares de Ailton e Ricardo Conceição, colocando o São Caetano todo no ataque.

Contundidos, Neto Coruja e Fábio Santos acabaram susbtituídos no Vitória por Zé Luis e Neto Baiano.

Aos 38 minutos, Douglas passou a ser nome do Vitória na partida, com duas defesas seguidas em chutes dentro da área. O que poderia ter consagrado o goleiro, se o atacante Neto Baiano, aos 42 minutos, não tivesse furado um bom passe de Fernandinho dentro da área.

Um minuto depois, veio o castigo por perder tantas oportunidades de definir o jogo. Após cruzamento, Antônio Flávio, da entrada da área, desviou de cabeça um despretensioso cruzamento, enganando o goleiro e toda a defesa do Vitória, empatando a partida.

O gol calou a torcida do Vitória, que levou nada menos que 34.742 torcedores pagantes ao Barradão. O time também se perdeu em campo, e o que era ruim ficou ainda pior.

Aos 48 minutos, já no fim dos acréscimos, Zé Luis saiu jogando errado e presenteou o ataque do São Caetano.

Geovane, da entrada da área, não perdou e marcou o gol que tirou o São Caetano da zona de rebaixamento, deixando o Vitória muito distante do sonho de retornar a elite do futebol brasileiro em 2012.

VITÓRIA 1X2 SÃO CAETANO - 37ª rodada da Série B

Local: Barradão, em Salvador (BA)
Data: 19/11 (sábado), às 17 horas.
Árbitro: Célio Amorim (SC).
Auxiliares: Claudemir Maffessoni (SC) e Gilson Betno Coutinho (PR).

Gols: Jean (Vitória, aos 12 min do primeiro tempo), Antônio Flávio (São Caetano, aos 43 minutos do segundo tempo) e Geovane (São Caetano, aos 48 minutos do segundo tempo).
Cartões amarelos: Neto Coruja e Charles Vagner (Vitória); Bruno Recife, Domingos e Antônio Flávio (São Caetano)

Público pagante: 34.742

VITÓRIA: Douglas; Nino Paraíba, Jean, Gabriel e Fernandinho; Neto Coruja (Zé Luis), Charles Vágner, Gilberto e Xuxa (Felipe); Geovanni e Fábio Santos (Neto Baiano). Técnico: Vágner Benazzi.

SÃO CAETANO: Luiz; Elder Granja, Preto Costa, Domingos e Bruno Recife; Augusto Recife, Ricardo Conceição (Kléber), Revson (Souza) e Ailton (Ricardo Xavier); Antônio Flávio e Geovane. Técnico: Márcio Araújo.

 

Saiba mais sobre Esportes

 

Camaçari Fatos e Fotos LTDA
Contato: (71) 3621-4310 | redacao@camacarifatosefotos.com.br, comercial@camacarifatosefotos.com.br
www.camacarifatosefotos.com.br