Galeria de Fotos

Não perca!!

Banner

Educação

Cláudio André faz mestrado e começará doutorado
Cláudio André faz mestrado e começará doutorado

Início de ano é um bom período para pensar em renovar a vida profissional e buscar aperfeiçoamento. Mas, nem sempre é fácil escolher um curso adequado, em meio a um extenso leque. Além disso, especialistas em Educação e do mundo corporativo consultados pelo CORREIO afirmam que ter um currículo cheio de títulos não é suficiente para garantir um emprego.

Porém, quando bem escolhida, uma pós-graduação pode aumentar o salário de um profissional em até metade do valor. Os cálculos são do especialista em Educação e diretor do Instituto de Gestão, Educação Política e Estratégia (Ingepe), Rodrigo Santos.

“Pesquisas mostram que quem escolhe um curso adequado tem ganho salarial de até 50%”, diz. Ele lembra, no entanto, que para cada momento da carreira existe um tipo de curso e que, observando os padrões mínimos de qualidade da instituição, “qualquer educação é melhor que nenhuma educação”.
Os cursos de pós-graduação se subdividem em dois grandes grupos: stricto sensu, que inclui o mestrado, o doutorado e o mestrado profissional; e lato sensu, que abarca extensão, a atualização, o aperfeiçoamento e as especializações (incluso o MBA).

Geralmente bem específicos, com objeto de estudo restrito, os mestrados e doutourados são recomendáveis àqueles que gostam de pesquisar e pretendem ensinar numa instituição de ensino superior. É o caso do cientista político Cláudio André de Souza, 26 anos, que estuda a relação entre partidos políticos e movimentos sociais. Ele terminou um mestrado recentemente e já vai começar um doutorado na Ufba.

“Tenho afinidade com a pesquisa desde a graduação”. Hoje, ele é professor de Sociologia no Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Bahia (Ifba) e está apto a prestar concursos com remunerações maiores, graças ao mestrado.

Mas o professor Santos recomenda atenção para quem quer virar professor universitário. “Hoje, o mercado de docentes nas universidades particulares está mais seletivo”. No final da década de 90, houve um boom de faculdades, o que aumentou a demanda por professores. Porém, a maior exigência do MEC sobre essas faculdades e a seleção “natural” do mercado levaram à diminuição dessa demanda.

“Já não basta ser mestre ou doutor para se manter em uma boa instituição de ensino”, ressalta. “É preciso também ter produção científica e densidade acadêmica”.

Já as pós-graduações lato sensu são mais adequadas a quem pretende aliar trabalho e estudo. Geralmente de duração mais curta, são ideais para pessoas que buscam se aperfeiçoar ou convergir para um nicho de mercado específico em menos tempo.

Santos ainda chama a atenção para os cuidados na hora de escolher um curso de pós-graduação. Ele recomenda conversar com alunos, ex-alunos e professores da instituição, observando se quem já se formou está bem colocado no mercado de trabalho. É importante também se informar sobre quanto os bons docentes se dedicam à faculdade.

“Há professores que estão nas propagandas, mas que ensinam apenas uma matéria”. Outra sugestão é ter cuidado com as promoções mirabolantes. “Não é razoável, por exemplo, que uma faculdade prometa oferecer uma especialização de 460 horas em apenas seis meses com preços muito baixos e poucas aulas presenciais”, alerta.

EAD e 'in company' são tendência
Outra opção para pessoas que buscam uma pós-graduação mas não têm tempo para frequentar um curso presencial é o Ensino a Distância (EAD), também indicado para quem pretende fazer uma pós específica fora da sua cidade. “É uma tendência irreversível”, considera o professor Rodrigo Santos, acrescentando que alguns cuidados devem ser tomados. É importante lembrar que cursos de especialização, mesmo quando a distância, precisam ter autorização do Ministério da Educação (MEC).É exigida a defesa de um trabalho de conclusão de curso e ao menos uma avaliação presencial para cada 360 horas cursadas.

Já organizações que desejem capacitar profissionais, ou mesmo grupos de empreendedores que queiram se aperfeiçoar, podem recorrer aos cursos de pós-graduação e capacitação ‘in company’, que são feitos sob medida por instituições como o Ingepe, especializado nas áreas de Gestão, Negócios e Educação; o Atualiza Cursos, na área de Saúde; e o Psicoped, também em Educação e Pedagogia. “Mas, para emitir diplomas reconhecidos pelo MEC, as instituições precisam de autorização, além de possuir um vínculo com instituições de ensino superior”, destaca o professor.

Especialista e versátil
Uma pergunta que ninguém deve perder de vista na opinião da presidente da Associação Brasileira de Recursos Humanos da Bahia (ABRH-BA), Ana Cláudia Athayde, é: o que o mercado exige de você?

Segundo ela, o trabalhador pode focar na sua especialidade, mas deve ser versátil e ter uma ideia do todo. “As empresas buscam profissionais com uma visão mais sistêmica”, explica. De acordo com Athayde, mesmo sendo um especialista, é possível ter noção do mercado, das tendências, do cenário macroeconômico, etc. “As pós-graduações e cursos de capacitação são importantes, especialmente se eles me instrumentalizam para ter uma visão do todo”.

No entanto, ela critica a “banalização” dos cursos de pós-graduação e seu caráter muito teórico. “Muitos desses cursos pecam por não se alinharem ao mercado de trabalho”. Athayde acrescenta que existe uma tendência mundial à valorização das competências em detrimento do diploma. “Mas o diploma é importante, sobretudo se for de uma instituição reconhecida”, pondera.



Ufba - Saúde Coletiva
Único mestrado e doutorado do Nordeste com nota máxima (7) pelo MEC (Capes)

Ufba - Artes Cênicas
Um dos dois cursos com nota 6 em toda a região

Ufba - Patologia Humana
É o outro do Nordeste com nota 6

Uefs - Botânica
Avaliado com nota 5 pela Capes

Ucsal - Sociais
Programa Família na Sociedade Contemporânea tem nota 5 e é o melhor entre as particulares

Ufba - Comunicação
Avaliado com nota 5 ao lado de outros 13 programas da Ufba

Ufba - Psicologia
Também com nota 5

Ufba - Arquitetura e Urbanismo
Nota 5

Várias universidades estão com inscrições abertas. Veja:

Unifacs
Cursos stricto e lato sensu. Parcela a partir de
R$ 312,30. Tel: 3273-8579. Site: posgraduacao.unifacs.br

Unijorge
Cursos lato sensu. Site: pos.unijorge.edu.br

Bahiana
Stricto e lato sensu. Parcela a partir de
R$ 304. Tel: 3276-8265. Site: bahiana.edu.br/pos

Faculdade da Cidade
Lato sensu a partir de R$ 200. Tel: 3254-6036

FTC
Cursos  em vários municípios baianos.
Tel: 3281-8170 Site: portal.ftc.br/pos

Ruy Barbosa
Lato sensu a partir de R$ 410. Tel: 3344-7474.

 

 

Camaçari Fatos e Fotos LTDA
Contato: (71) 3621-4310 | redacao@camacarifatosefotos.com.br, comercial@camacarifatosefotos.com.br
www.camacarifatosefotos.com.br