Galeria de Fotos

Não perca!!

Banner

Economia

Moeda virtual funcionará como uma extensão da moeda física e poderá ser movimentada através de carteiras virtuais (Foto: Reprodução)
Moeda virtual funcionará como uma extensão da moeda física e poderá ser movimentada através de carteiras virtuais (Foto: Reprodução)

Primeiro veio o PIX, que facilitou a movimentação financeira entre contas bancárias, eliminando tarifas e trazendo a possibilidade de comprar, pagar e receber valores a qualquer hora do dia e da noite, sete dias por semana. O celular ganhou mais uma função: carteira.

Agora, o Banco Central pretende ampliar a proposta e ir muito mais além: em 2022, ou no máximo até 2023, o gestor do sistema financeiro nacional quer lançar o real digital. Uma moeda virtual, que funcionará como uma extensão da moeda física e poderá ser movimentada através de carteiras
virtuais.

Entre os objetivos, está diminuir a circulação de cédulas e moedas. Em entrevista ao site Poder 360, o coordenador dos trabalhos sobre a moeda digital do BC, Fabio Araújo, explicou porque diminuir a circulação do dinheiro no formato tradicional é um passo importante. "Porque é um custo elevado para o país. É mais de 1% do PIB. Isso é compatível com o que outros países gastam. Mas, se conseguir reduzir à metade o uso, dar mais uma ferramenta de acesso a mecanismos digitais e as pessoas aderirem, vai ter economia de 0,5% do PIB, por exemplo. É uma economia muito importante e isso aumenta a eficiência", disse ele.

Na mesma entrevista, Araújo listou várias possibilidades de uso para o novo dinheiro. A maioria, no entanto, parece muito mais voltada ao setor financeiro e empresarial do que à população comum: facilitação do uso da moeda brasileira em países estrangeiros, desenvolvimento de contratos inteligentes, dinheiro programável, meio de liquidação para a internet das coisas, entre outros.

Atualmente, o processo de criação da nova moeda está na fase que o Banco Central define como "diálogo com a sociedade": a realização se seminários virtuais, para debater pontos específicos do uso do futuro sistema de pagamentos. A programação inclui sete encontros, cada um sobre um tema específico, a serem realizados de julho até novembro.

Clique aqui e siga-nos no Facebook

 

Camaçari Fatos e Fotos LTDA
Contato: (71) 3621-4310 | redacao@camacarifatosefotos.com.br, comercial@camacarifatosefotos.com.br
www.camacarifatosefotos.com.br