Galeria de Fotos

Não perca!!

Cidade

O ato também fará alusão ao caso da jovem Eva Luana, que, recentemente, denunciou as torturas e agressões (Foto: Reprodução)
O ato também fará alusão ao caso da jovem Eva Luana, que, recentemente, denunciou as torturas e agressões (Foto: Reprodução)

O grupo estende o convite à população camaçariense e pede para, quem quiser, levar faixas, cartazes e adesivos com palavras de ordem.

Nesta sexta-feira, 08 de março, data em que se comemora o Dia Internacional da Mulher, haverá a Caminhada da Paz pela Vida das Mulheres. Organizada pelo grupo Mulheres Unidas de Camaçari (MUCB) a ação terá início às 16h e seguirá o percurso do Colégio Modelo Luís Eduardo Magalhães percorrendo as avenidas Deputado Luís Eduardo Magalhães, Francisco Drumond e Eixo Urbano Central, em direção à Praça Desembargador Montenegro.

A líder do grupo, Marlone Pereira aponta para a estatística do Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos que diz que, a cada dois segundos, uma mulher é vítima de violência física ou verbal no Brasil. Dessa maneira, através da caminhada, o grupo objetiva se manifestar contra a opressão à mulher e conscientizar a população quanto à importância de proteger, defender e abraçar a causa da mulher, no município.

“Devemos nos unir para combater as mazelas impostas pela lógica do capital que explora, aliena, precariza, assedia e mata mulheres”, ressalta Marlone.

O ato também fará alusão ao caso da jovem Eva Luana, que, recentemente, denunciou as torturas e agressões `{as quais foi submetida pelo seu padrasto por quase uma década.

O grupo estende o convite à população camaçariense e pede para, quem quiser, levar faixas, cartazes e adesivos com palavras de ordem.

Veja também:

Mulher é encontrada nua, com sinais de estupro e estrangulamento em estrada do ES

Mulheres e adolescente são estupradas após oferta falsa de emprego no OLX em Salvador

Jovem procura mulher que teria espalhado boatos sobre ela e é morta a facadas

Elis Cristina - Camaçariense é morta com nove tiros em São Paulo

Mais de 500 mulheres são agredidas por hora no Brasil, revela pesquisa

Câmara cria comissão externa sobre violência contra as mulheres

Agente penitenciário mata namorada, viaja com corpo e comete suicídio

Estudantes e amigos fazem ato em Camaçari por justiça para Eva Luana

Clique aqui e siga-nos no Facebook

 

Camaçari Fatos e Fotos LTDA
Contato: (71) 3621-4310 | redacao@camacarifatosefotos.com.br, comercial@camacarifatosefotos.com.br
www.camacarifatosefotos.com.br