Galeria de fotos

Não perca!!

Cidade

4º encontro 'A Carne na Brasa'
4º encontro 'A Carne na Brasa'

As fortes chuvas que caiu e a assustadora ventania que se abateu sobre Camaçari não foram capazes de intimidar a maioria dos cristãos evangélicos de igrejas de 9 denominações convidados para estarem no evento denominado "A Carne na Brasa", promovido pelo diretor do Camaçari Fatos e Fotos (CFF), Antonio Franco Nogueira, e pela técnica em Contabilidade e professora Vania Nunes.

Na 4ª edição, o encontro que inicialmente teve como propósito principal a confraternização de cristãos de quantas denominações fosse possível convidar, passou a ser um evento onde, conforme um dos organizadores, os professantes da fé cristã, além de "comerem a Palavra" e ao final do Culto alimentarem "os corpos carnais" com não pouca carne de charque assada na brasa, passaram a ouvir sobre eventos de que as pessoas naturalmente não tem ouvido nas pregações do dia a dia nas igrejas, que estaria sendo mostrado em sonhos a Franco, que, de posse das revelações, expõe o que "Deus está lhe mostrando" para que ele diga aos demais seja de que bandeira de igreja for.

"O propósito do encontro não deixará de ser aproximar os irmãos de outras igrejas sem que isso comprometa a fé de ninguém, ou algo além de que o Espírito Santo é Quem deve ser o Comandante do crente antes de qualquer homem, mas como e coisa não está nada boa no tocante ao crescimento espiritual e o discernimento do povo, Jesus, que é Quem me diz e que nessa horinha de chuva e vento deu uma pequena amostra do Seu poder e do quanto nada pode em seu próprio favor o homem, passou a me cobrar que fizesse além do que inicialmente fazíamos, e me mandou que dividisse com o Seu povo o que Ele tem me mostrado nos sonhos, o que deve sempre ser confrontado com as Escrituras", garante Antônio Franco.

Depois de levar "os irmãos" a meditarem sobre a importância de todos orarem pela conversão do povo Judeu, conforme o disposto no capítulo 11 do livro do apostolo Paulo aos Romanos, lido e sugerido que lessem em casa os presentes durante o encontro, e pedir que todos refletissem muito no que está escrito no capitulo 5, nos versículos 34, 35 e 36 do evangelho do apostolo João, com ênfase na segunda parte do versículo 34, e de mostrar como Jesus teria lhe mostrado que o "evangelho do engano" começa a entrar em decadência, Franco contou um sonho e a sua revelação sobre o que diz ser a situação da Igreja nesse tempo conforme também teria lhe mostrado o próprio Jesus.

No sonho Franco diz que depois de orar pedindo "um acréscimo" para apresentar aos presentes no evento, Jesus teria lhe mostrado duas mulheres vestidas como agentes de saúde caminhando juntas, e tendo nas mãos algo como dois pedaços de vidro onde parecia ter marcas de sangue entre eles; e noutra fase do sonho ele agora ouve alguém dizer que "um casal de médicos" havia acabado de dar entrada num hospital, com problema de saúde. Nessa hora ele diz que sabia que aquele casal de médicos se tratava das duas mulheres que minutos antes ele havia visto caminhando juntas com os vidros com sangue.

Conforme o diretor do portal, que é convertido à fé cristã há pouco mais de dois anos, apesar de antes se tratar de duas mulheres e depois ser agora um casal, segundo a revelação que recebeu, trata-se, nas duas visões, duma "figura da Igreja". Ele disse que no sonho as duas mulheres são, conforme  em "Mateus 25", uma "a igreja louca e a outra a igreja sábia", esta, a sábia, que estaria se deixando contaminar pela igreja louca, por isso ela adoeceu. E que a contaminação estava acontecendo não somente entre o crente comum mas também entre muitos dos "de cima dos altares". Por isso a figura do homem também entrando doente no hospital.

E sobre aparecer apenas uma das mulheres na segunda parte do sonho, Franco diz que a outra figura feminina não poderia mesmo ter aparecido entrando no hospital, posto que a igreja louca não terá salvação por que naturalmente os loucos não buscam tratamento. Por isso ela não apareceu na segunda parte do sonho, onde a Igreja estava "buscando se descontaminar". Que seria o que Jesus estava lhe mostrando que levaria o Seu povo a fazer.

E de fato, conforme depoimento em áudio de uma das "irmãs" participantes do encontro, ela que na declaração onde se revela "impactada" com o que escutou, diz que "em 18 anos de crente" jamais ouviu a Palavra pregada "dessa forma", nota-se mesmo uma pessoa que dá a parecer que tinha carência de mais conhecimento, o que teria recebido ouvindo a mensagem pregada na oportunidade desse sábado.

Mas uma vez perguntado se ele pretende abrir alguma igreja, Franco, que diz que tem recebido não somente visitações em sonhos e visões mas também revelações profundas sobre os escritos nas Escrituras, é enfático: "Misericórdia. Até mesmo por que a Igreja já foi aberta há 2 mil anos e até a volta de Jesus e por toda a eternidade ela assim permanecerá. Mas minha missão no Evangelho é outra, que nada tem a ver com abrir portas de madeira; esse ministério ficou para outros, se é que me fiz entender", dispara.

Sobre se ele temia que os pastores, já que comparecem a esse evento crente de todas as denominações, impedissem o pessoal de participarem, Franco sugere que "antes orem e que cada um ouça o depoimento da irmã" que lhe enviou tanto o áudio dizendo da felicidade de ter estado no encontro como o áudio onde ela autoriza a publicação das suas considerações". E se ainda assim decidirem pelo não e isso chegar a seu conhecimento, o que ele, Franco, diz tem a fazer, ele que lembra que Jesus veio para dar liberdade e não aprisionamento, é "orar por misericórdia de Deus para com eles".

Perguntado também sobre o porquê de "churrasco de carne charque", o missionário não titubeia: "É simplesmente por que Igual por igual todo mundo come em todo quintal: assim como as pessoas que participam do A Carne na Brasa quando chegam aqui percebem que há algo de novo sobre o que estão acostumadas a ouvir, também notam "um, churrasco diferente", onde logo fica claro que o que está sobre a grelha não é a novidade do charque mas as nossas naturezas e desconhecimento".

O arremate ficou por conta dos agradecimentos aos "irmãos" que, pouco se importando com as fortes chuvas, além de Camaçari, vieram de toda parte, como de Lauro de Freitas, Simões Filho, do bairro de Plataforma e até do Nordeste de Amaralina, em Salvador.

Confira o vídeo!

Fotos do evento AQUI!

Veja também:

Encontro “A Carne na Brasa” de cristãos evangélicos faz a diferença em Camaçari

Clique aqui e siga-nos no Facebook

O arremate ficou por conta dos agradecimentos aos 'irmãos' que, pouco se importando com as fortes chuvas, além de Camaçari, vieram de toda parte, como de Lauro de Freitas, Simões Filho, Plataforma e até do Nordeste de Amaralina, em Salvador
O arremate ficou por conta dos agradecimentos aos 'irmãos' que, pouco se importando com as fortes chuvas, além de Camaçari, vieram de toda parte, como de Lauro de Freitas, Simões Filho, Plataforma e até do Nordeste de Amaralina, em Salvador

 

Camaçari Fatos e Fotos LTDA
Contato: (71) 3621-4310 | redacao@camacarifatosefotos.com.br, comercial@camacarifatosefotos.com.br
www.camacarifatosefotos.com.br