Galeria de fotos

Não perca!!

Cidade

Além da reunião com os comerciantes, a bancada oposicionista planeja agora convocar uma reunião com a Secretaria do Desenvolvimento Urbano e Meio Ambiente, Juliana Paes, 'para exigir da gestão respostas concretas, com prazos reais' (Foto: Aline Marques)
Além da reunião com os comerciantes, a bancada oposicionista planeja agora convocar uma reunião com a Secretaria do Desenvolvimento Urbano e Meio Ambiente, Juliana Paes, 'para exigir da gestão respostas concretas, com prazos reais' (Foto: Aline Marques)

Sem assistência, barraqueiros removidos acumulam dívidas e desesperança de qualquer atitude voluntária da prefeitura

Insensibilidade, truculência e ameaça. Há mais de um mês, os barraqueiros que ocupavam a Avenida Industrial Urbana foram retirados e até hoje não foi apresentada uma contrapartida ou sugestão de realocação. Eles relatam que estão sem ter como tirar o sustento, acumulando dívidas e recebendo inclusive ameaças ao tentar retirar o material apreendido pela Prefeitura durante a ação. Os comerciantes que tentaram sensibilizar o prefeito Antonio Elinaldo (DEM), com jingles e slogans utilizados na campanha, agora depositam suas esperanças na bancada de oposição para serem ouvidos.

O grupo se reuniu com os vereadores oposicionistas na manhã de quarta-feira (12), solicitando a intermediação para negociar com o governo. "A gestão foi desumana. Nós investimos muito para oferecer a população um ambiente digno, bonito e organizado. Agora meu nome está sujo porque comprei material fiado. Nós só queremos a oportunidade de continuar trabalhando", lamenta Elson de Jesus.

Ao todo 18 famílias tiveram seus móveis e equipamentos guardados e muitos ainda não conseguiram retirar. Um dos comerciantes, identificado como Teixeira, afirmou que ainda não conseguiu recuperar o material retirado de sua barraca, e que sofreu ameaças de funcionários públicos quando tentou reaver seus pertences: "Estive na Força Tarefa para retirar meu material e não consegui. Eles sumiram com objetos pessoais e me fizeram ameaças. Estou muito triste com toda essa situação", desabafou. 

Segundo a Prefeitura Municipal, a ação na avenida Industrial Urbana envolveu cerca de 40 estabelecimentos. A justificativa do governo foi de que a retirada das estruturas atende as exigências do Código Urbanístico e Ambiental do Município, de número 913, de 2008. A notificação e remoção foram realizadas através da Secretaria do Desenvolvimento Urbano e Meio Ambiente (Sedur).

Além da reunião com os comerciantes, a bancada oposicionista planeja agora convocar uma reunião com a Secretaria do Desenvolvimento Urbano e Meio Ambiente, Juliana Paes, "para exigir da gestão respostas concretas, com prazos reais". *A bancada de Oposição é composta pelos vereadores: Binho do 2 de Julho (PCdoB), Dentinho do Sindicato (PT), Jackson (PT), Marcelino (PT) e Teo Ribeiro (PT).

Pelo que se vê, a insensibilidade da gestão para com sua comunidade servirá não por pouco tempo de prato cheio, como 'matéria-prima, para a oposição...

Veja também:

 
Banner

Publicidade

Banner
Banner
Banner
Banner
Banner
Banner

Camaçari Fatos e Fotos LTDA
Contato: (71) 3621-4310 | redacao@camacarifatosefotos.com.br, comercial@camacarifatosefotos.com.br
www.camacarifatosefotos.com.br