Galeria de fotos

Não perca!!

Cidade

Prefeito e vice prefeito de Camaçari, Antonio Elinaldo (DEM) e José Tude (PMDB), respectivamente, estão sendo acusados de terem sido beneficiados por fraude eleitoral nas eleições do ano passado
Prefeito e vice prefeito de Camaçari, Antonio Elinaldo (DEM) e José Tude (PMDB), respectivamente, estão sendo acusados de terem sido beneficiados por fraude eleitoral nas eleições do ano passado

Documentos, fotos e vídeos são apresentados como supostas provas de que houve fraude na eleição de 2016.

Para muita gente, o resultado das eleições de 2016 em Camaçari está longe de ser conclusivo. Além dos suplentes de vereadores que estão de olho na prestação e possíveis reprovação de contas dos vereadores eleitos para assumir a titularidade, agora quem está na berlinda são o prefeito Antônio Elinaldo (DEM) e o vice José Tude (PMDB).

É que, conforme documentos chegado à redação do Camaçari Fatos e Fotos (CFF), José Alves de Oliveira Filho, candidato a vereador no último pleito pelo Partido da Mobilização Nacional (PMN), entrou com uma Ação de Impugnação de Mandato Eletivo contra o prefeito e vice de Camaçari, alegando "irregularidades e fraudes" na apuração dos votos das últimas eleições municipais, em outubro de 2016.

Segundo o documento protocolado na 170ª zona eleitoral de Camaçari, os candidatos eleitos foram beneficiados por fraudes. A denúncia encaminhada à Justiça Eleitoral cita Adriano Freitas Silva, genro de Helder Almeida (presidente do Democratas de Camaçari), como possível facilitador de ações que teriam beneficiado a chapa do democrata.

A denúncia afirma que Adriano Freitas teve acesso ao sistema eletrônico por ser Supervisor do Polo de Informática, na empresa Indra Brasil Soluções Tecnológicas S.A, responsável por dar suporte às Eleições Municipais de 2016 no Estado da Bahia. Entre as suas atribuições estava a "Carga e Lacração das Urnas Eletrônicas de Camaçari", afirma o documento.

Dentre os argumentos apresentados, está a decisão do Tribunal de Contas do Estado (TCE), de desaprovar as contas de Adriano Freitas por irregularidades cometidas no exercício da sua função em 2013. A desaprovação e aplicação de multa no valor de R$ 10 mil reais refere-se a "irregularidades apontadas no Relatório de Auditoria, destacando-se a utilização de recursos em despesas estranhas ao objeto conveniado, o não cumprimento do objeto do Convênio e não atendimento às notificações deste TCE".

Questões referente à conduta do supervisor e indícios da suposta manipulação dos resultados estão detalhadas no documento e vem atrelada ainda ao episódio do 'apagão' na divulgação dos resultados da eleição de 2016– cuja divulgação ficou suspensa entre as 19:38hs e as 21:19hs do dia 02 de outubro, o que é considerado incomum para os padrões de contagem eletrônica. A última atualização, antes do resultado já às 21 horas, era de aproximadamente apenas 30% das urnas.

Além dos argumentos e da citada ligação parental, o candidato o denunciante apresentou à Justiça Eleitoral e encaminhou ao Camaçari Fatos e Fotos (CFF), documentos, fotos e vídeos que considera provas irrefutáveis de que houve manipulação no resultado das urnas. As acusações e trechos do documento entregue à Justiça já estão sendo divulgadas via redes sociais, mas até o momento, prefeito, vice e direção do partido ainda não se pronunciaram sobre o caso.

Informações de fontes do CFF, sobre o núcleo democrata dão conta de que as denúncias estão repercutindo dentro do governo e já se fala inclusive em temor duma eventual anulação da eleição. O Camaçari Fatos e Fotos entrou em contato com o gabinete do prefeito para que comentasse sobre o assunto, às 14h10 desta quarta-feira, 08, mas não obteve êxito e nem teve a ligação retornada, até o momento da publicação desta matéria. No gabinete do secretário Helder Almeida, o assessor Alvine Mota atendeu, mas disse que o secretário não estava disponível no momento, e também do secretário não obtivemos retorno.

Também contatado, o deputado federal Luiz Caetano (PT), que disputou com Elinaldo a eleição, ficando em segundo lugar, não quis se pronunciar sobre o assunto.

À baixo, alguns dos documentos apresentados pelo denunciante à Justiça Eleitoral e ao Camaçari Fatos e Fotos.

Clique aqui e siga-nos no Facebook

Documento, enviado ao Camaçari Fatos e Fotos, que faz parte do processo impetrado contra a chapa do prefeito Antônio Elinaldo (DEM) e José Tude (PMDB)
Documento, enviado ao Camaçari Fatos e Fotos, que faz parte do processo impetrado contra a chapa do prefeito Antônio Elinaldo (DEM) e José Tude (PMDB)

Documento, enviado ao Camaçari Fatos e Fotos, que faz parte do processo impetrado contra a chapa do prefeito Antônio Elinaldo (DEM) e José Tude (PMDB)
Documento, enviado ao Camaçari Fatos e Fotos, que faz parte do processo impetrado contra a chapa do prefeito Antônio Elinaldo (DEM) e José Tude (PMDB)

Documento, enviado ao Camaçari Fatos e Fotos, que faz parte do processo impetrado contra a chapa do prefeito Antônio Elinaldo (DEM) e José Tude (PMDB)
Documento, enviado ao Camaçari Fatos e Fotos, que faz parte do processo impetrado contra a chapa do prefeito Antônio Elinaldo (DEM) e José Tude (PMDB)

Documento, enviado ao Camaçari Fatos e Fotos, que faz parte do processo impetrado contra a chapa do prefeito Antônio Elinaldo (DEM) e José Tude (PMDB)
Documento, enviado ao Camaçari Fatos e Fotos, que faz parte do processo impetrado contra a chapa do prefeito Antônio Elinaldo (DEM) e José Tude (PMDB)

Documento, enviado ao Camaçari Fatos e Fotos, que faz parte do processo impetrado contra a chapa do prefeito Antônio Elinaldo (DEM) e José Tude (PMDB)
Documento, enviado ao Camaçari Fatos e Fotos, que faz parte do processo impetrado contra a chapa do prefeito Antônio Elinaldo (DEM) e José Tude (PMDB)

Documento, enviado ao Camaçari Fatos e Fotos, que faz parte do processo impetrado contra a chapa do prefeito Antônio Elinaldo (DEM) e José Tude (PMDB)
Documento, enviado ao Camaçari Fatos e Fotos, que faz parte do processo impetrado contra a chapa do prefeito Antônio Elinaldo (DEM) e José Tude (PMDB)

Documento, enviado ao Camaçari Fatos e Fotos, que faz parte do processo impetrado contra a chapa do prefeito Antônio Elinaldo (DEM) e José Tude (PMDB)
Documento, enviado ao Camaçari Fatos e Fotos, que faz parte do processo impetrado contra a chapa do prefeito Antônio Elinaldo (DEM) e José Tude (PMDB)

 

Camaçari Fatos e Fotos LTDA
Contato: (71) 3621-4310 | redacao@camacarifatosefotos.com.br, comercial@camacarifatosefotos.com.br
www.camacarifatosefotos.com.br